A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

28/04/2017 10:16

PSB retira a deputada Tereza Cristina do comando do partido em MS

Deputada foi punida por ter votado a favor da reforma trabalhista

Leonardo Rocha
Deputada Tereza Cristina foi punida por ter votado a favor da reforma trabalhista (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)Deputada Tereza Cristina foi punida por ter votado a favor da reforma trabalhista (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

A direção nacional do PSB destituiu a deputada federal Tereza Cristina (PSB) do comando do partido em Mato Grosso do Sul. A decisão faz parte de uma punição a parlamentar, por ela ter votado a favor da reforma trabalhista, quando a legenda tinha formalizado uma posição contra a proposta.

Além de Tereza, outros deputados que comandavam o partido em seus respectivos estados, também foram punidos, entre eles Danilo Forte (CE), Fábio Garcia (MT) e Maria Helena (RR). Ao todo 14 parlamentares do partido votaram a favor da reforma, na ultima quarta-feira (26), na Câmara Federal, enquanto que 16 seguiram o que partido havia decidido.

Em nota, a deputada Tereza Cristina ressaltou que já foi impetrado um recurso, assinado por 21 deputados e cinco senadores do partido, contra a decisão da Comissão Executiva do PSB, sobre o posicionamento em relação as reformas. Eles alegam que este órgão não tinha competência para fechar a questão.

Também destaca que os parlamentares do PSB deveriam ter participado desta decisão, fato que não ocorreu na prática. A deputada justifica que não houve "tempo hábil" para o julgamento deste recurso antes da votação da reforma trabalhista, portanto cada parlamentar fez sua "escolha pessoal", de acordo com sua convicção política.

Na publicação, as lideranças do partido tanto na Câmara Federal, como no Senado, esperam que haja uma "reconsideração" da legenda, para que haja uma abertura de diálogo sobre as reformas, que evitem decisões "antidemocráticas" e retaliações aos parlamentares. Além da deputada de MS, assinou a nota o líder do PSB no Senado, Fernando Bezerra (PSB-PE).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions