A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/06/2013 12:26

PT tenta buscar chapa de consenso para evitar “divisão” em 2014

Leonardo Rocha
PT se preocupa em chapa de consenso para evitar divisão a candidatura de Delcídio do Amaral (Foto: divulgação)PT se preocupa em chapa de consenso para evitar divisão a candidatura de Delcídio do Amaral (Foto: divulgação)

O PT irá realizar no final do ano, eleições internas que vão decidir quem irá comandar a direção estadual do partido, a partir de 2014. Dois candidatos já se anteciparam na disputa. O ex-governador e atual vereador, Zeca do PT, e o atual presidente estadual, Marcus Garcia. O partido tenta buscar uma chapa de consenso, para evitar uma possível “divisão” do PT em 2014.

Os dirigentes destacam que uma disputa interna pode gerar “animosidade’ entre as correntes do partido, que poderá atrapalhar a candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT) ao governo estadual. “A intenção é evitar este confronto, sabemos que existem dois candidatos de grupos diferentes, porém se não buscarmos um entendimento, tentaremos uma terceira opção”, descreveu o deputado Pedro Kemp (PT).

Segundo ele, esta alternativa já foi levantada por alguns integrantes do partido, pois um “terceiro nome” poderia contemplar os dois grupos. “Seria uma alternativa viável, já que temos que nos unir em torno da candidatura do senador”, ressaltou.

O deputado Cabo Almi (PT), lembrou que o partido sempre disputou eleições internas, porém desta vez, exite um consenso que a legenda deve buscar a unidade. “Nosso candidato está bem cotado e tem grandes chances de vencer as eleições, por isso temos que priorizar esta união”, ressaltou.

Já Amarildo Cruz (PT) destaca que já existe uma tradição no PT em que o candidato ao governo estadual defina quem será o presidente regional, até para seguir a mesma linha. “Aconteceu com Zeca no passado e deve ser assim com o Delcídio, portanto ele deve indicar seu candidato”, enfatizou ele.

Histórico – Na última eleição estadual do PT, houve um consenso em torno do atual presidente, Marcus Garcia. De acordo com Zeca do PT, ele “abriu mão” do comando estadual do PT, para que houvesse um acordo com Delcídio, e ele fosse o candidato ao governo estadual. Este “acordo” segundo Zeca, já terminou e por isso devem ser feitas eleições internas no PT.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


zeca sempre fui eleitor seu ,mas acho que agora é hora de delcidio ,deixa ele escolher o presidente do partido,não seje o empecilho.
 
ronaldo ferreira bicalho em 12/06/2013 15:47:12
eu posso opina,sou filiado ao partido dos trabalhadores, o pt sempre foi um partido diferente.teve o primeiro operário presidente da república e também uma mulher e fez a diferença em nosso país,eu acho que chegou a hora de alguém que tem raízes dentro do partido comandar o diretório estadual de ms, de preferência alguém que seja honesto e que não tenha mandato.
 
osvaldo willian da silva em 12/06/2013 14:16:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions