A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/02/2011 14:02

Puccinelli reafirma que não irá “pendurar as chuteiras” em 2014

Paulo Fernandes

Antes, Puccinelli vai opinar sobre as eleições de Campo Grande

Na Assembleia, Puccinelli disse que quer opinar no PMDB sobre a sucessão em Campo Grande(foto: João Garrigo/Campo Grande News)Na Assembleia, Puccinelli disse que quer opinar no PMDB sobre a sucessão em Campo Grande(foto: João Garrigo/Campo Grande News)

O governador André Puccinelli reafirmou nesta terça-feira, no início dos trabalhos na Assembleia Legislativa, que irá “pendurar as chuteiras em 2014”, quando concluirá o segundo mandato.

Ele disse que irá seguir o exemplo de lideranças como o ex-senador Lúdio Coelho, que soube “sair no momento certo”.

Puccinelli diz que será um encerramento definitivo da vida pública. “Não vou mais calçar as chuteiras. Tem uma gurizada nova. Temos que saber para não ficar Ronalduchos demais”, afirmou.

A comparação foi com o futebolista Ronaldo, que anunciou a aposentadoria ontem e revelou a descoberta do hipotireoidismo há quatro anos, o que eleva o seu peso e dificulta a conclusão de jogadas.

Sucessão municipal – Antes de se aposentar, o governador André Puccinelli já avisou que irá “meter o bedelho” na sucessão municipal de Campo Grande, em 2012.

O governador, que foi prefeito de Campo Grande por dois mandatos, afirmou que Nelsinho Trad é quem deverá conduzir o processo eleitoral. “Mas é claro que eu quero dar um bedelho”, disse.

Segundo ele, as regras para definir o aliado que será o candidato ainda serão definidas. É provável que sejam usadas as pesquisas qualitativas e quantitativas.

Aliados têm apenas 2 nomes para sucessão na Capital: Giroto e Simone
A prefeitura de Bonito já transformou em regra: todo ano abre licitação para contratar empresas abertas por médicos só para a concorrência pública. O...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


é os funcionarios publicos nao aguentao mais pq com Andre eles trabalham né...
 
Jorge Matheus em 16/02/2011 09:46:36
Graças a Deus e já irá muito, mas muito tarde mesmo.
Todo o funcionalismo público agradecerá.
Amém.
 
Pedro Nonato em 15/02/2011 08:10:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions