A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/09/2013 14:28

Quadrilha que fraudava fundos de pensão manteve contato com Bernal

Zemil Rocha
Em gravação da PF, Fayed diz que conversou com Bernal em Brasília (Foto: Cleber Gellio)Em gravação da PF, Fayed diz que conversou com Bernal em Brasília (Foto: Cleber Gellio)

A quadrilha que fraudava fundos de pensão, comandada pelo doleiro Fayed Antoine Trabousi, manteve contatos com o atual prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). A intenção, conforme relatório da Polícia Federal (PF), seria aplicar recursos do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande para fundos controlados pela quadrilha.

O grupo, conforme a Operação Miqueias, da Polícia Federal, teria desviado R$ 50 milhões dos fundos de previdência em nove estados. Em Mato Grosso do Sul, duas cidades foram alvo da operação, Ponta Porã e Porto Murtinho.

Em pedido de medida cautelar feito pela PF ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região, para busca e apreensão de nº 0042276-27.2013.4.01.0000/DF, a delegada Andréa Pinho Albuquerque faz uma síntese histórica dos fatos e revela uma interceptação telefônica em que é revelado que Fayed já tinha mantido contato com Bernal em Brasília, antes mesmo dele tomar posse.

Na conversa telefônica, gravada em 21 de novembro de 2012, Fayed fala com um interlocutor identificado apenas como “NH” sobre Bernal. Em trecho da gravação, “NH” tenta convencer o doleiro a ligar para Bernal e marcar outro encontro, aproveitando a ida do progressista a Brasília.

Em 31 de janeiro deste ano foi instaurado na Superintendência da PF do Distrito Federal o inquérito policial 148/2013, atendendo a ofício do Ministério da Previdência Social comunicando “irregularidades envolvendo aplicações realizadas por diversos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) em fundos de investimentos de crédito privado”. Segundo a PF, “tais aplicações teriam por objetivo final desviar recursos dos institutos de previdência, á medida que eles investiriam em fundos não-rentáveis a longo prazo, causando sérios prejuízos ao patrimônio dos Regimes Próprios (RPPS) dos servidores públicos”.

 

Veja trecho da degravação em que Fayed admite que já teve conversas com Bernal:

 

— Deixa eu lhe dizer: amanhã quem vai estar aqui é o Bernal lá de Campo Grande. Já teve com ele, né? — diz um homem não identificado no grampo feito pela PF.

— Já sim. Eu já estive conversando da outra vez com ele. Mas eu tô indo para São Paulo às 8 horas da manhã e volto às 2 horas da tarde — respondeu o doleiro Fayed.

— Eu acho assim. Se você tiver um tempinho, à noite, eu acho que vale a pena convidá-lo para ter uma conversa social, tá? — sugeriu o interlocutor.

— Amanhã eu vou te ligar assim que eu chegar aqui em Brasília para você ou fazer contato com ele ou me dar o telefone dele para mim falar com ele, tá? — diz o doleiro

— Eu vou te passar logo o telefone dele porque um convite seu é diferente, viu?

 

 

Operação da PF em MS acaba em exoneração de assessor da Presidência
O assessor da Subchefia de Assuntos Federativos da Presidência da República, Idaílson Vilas Boas Macedo, foi exonerado do cargo ontem (20). A informa...
Prefeitura de Ponta Porã se diz “à disposição” e nega qualquer irregularidade
A Prefeitura de Ponta Porã, cidade distante 323 km de Campo Grande, afirmou que está “à disposição” da Polícia Federal para esclarecimentos após a Op...
PF deflagra ação em MS para desarticular quadrilhas de lavagem de dinheiro
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (19), uma operação para desarticular quadrilhas envolvidas na lavagem de dinheiro e na má ges...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Vejamos, seu telefone toca, vc atende, lhe fazem uma proposta , vc desconsidera ou nem se dá ao luxo de analisar esta, vc cometeu crime????, iiii Prefeito, melhor então nem receber ligações. kkk A corja ta tentando de derrubar mesmo... conte com o Povo,.. Vamos para rua.
 
Amelia Alves Sampaio em 24/09/2013 10:05:23
eo o bernal ? está metido num monte de fraucatuas !
 
ANTONIO SILVA em 24/09/2013 00:45:40
Sim, e... Até aqui nada vi de errado. Me pareceu que queriam dar o golpe, mas o prefeito sequer foi contatado. Onde está o crime?
 
Helena Mara em 23/09/2013 23:09:54
Ops, fazem quantos anos a falcatrua? Quer dizer que foi na gestão do Nelsinho, né? Ah sim, pensei que estavam acusando o Bernal por isso.
 
João Dias em 23/09/2013 20:35:19
Não sou defensor e nem a favor de ninguém, mas receber um telefonema de uma pessoa que esteve ou esta envolvida em atos ilícitos não significa nada, e nem é motivo de noticia ou qualquer outra consideração pela mídia, o que tem que ser feito é apurado se alguém se locupletou de tal ato; considerando que muitas pessoas honestas recebem propostas indecentes, imoral e especialmente ilegal e se abstêm de participar.
O que tem que ser apurado é se efetivamente houve participação porque em minha singela opinião o telefonema em si não configura qualquer tipo de crime ou ato ilegal.
 
Luiz Bossay em 23/09/2013 17:17:34
a quadrilha q fraudava fundos de pensão dos funcionarios públicos ou seja instituto de previdencia, isto a poucos anos atrás. . . .deixa pensar um pouco . . .? ? ? ?
 
valter mollmann em 23/09/2013 16:36:25
Com certezaaaaaa ele (Bernal) vai falar que é "perseguição politica".... kkkkkkkkkkk
Essa desculpa não cola com a Polícia Federal!!!
 
Anderson Fernandes em 23/09/2013 16:03:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions