A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

05/10/2019 10:56

Rede ganha 50 filiados e quer aumentar bancada na Câmara Municipal

Partido está aberto a parcerias desde que os projetos do partido possam ser incorporados à possível coligação

Danielle Valentim e Clayton Neves
Evento lotou o plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande, neste sábado. (Foto: Kisie Ainoã)Evento lotou o plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande, neste sábado. (Foto: Kisie Ainoã)

A Rede Sustentabilidade recebeu 50 novos filiados e apresentou 20 pré-candidatos a vereadores para as eleições municipais de 2020. O evento lotou o plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande, neste sábado.

Todos os pré-candidatos ao cargo de vereador são de Campo Grande e o objetivo é aumentar a bancadas na Câmara Municipal, já que o vereador Eduardo Romero é o único político do partido em todo o Mato Grosso do Sul.

Lideranças aproveitaram o encontro para apresentar os rumos do partido para 2020, com uma breve fala para 2022. A presidente regional do partido, Tatiana Ujacow lembrou que as convenções se iniciam no mês de novembro e que este será um momento de construção coletiva.

Neste momento, o principal objetivo é focar no aumento de cadeiras de vereadores”, garante Tatiana.(Foto: Kísie Ainoã)"Neste momento, o principal objetivo é focar no aumento de cadeiras de vereadores”, garante Tatiana.(Foto: Kísie Ainoã)

“Porque na Rede não tem sistema hierárquico e tudo depende das soluções em grupo. O objetivo é formar uma chapa forte de vereadores, porque atualmente só tem uma cadeira na Câmara Municipal e no Estado, que é o vereador Eduardo Romero”, pontua.

Sobre a majoritária, o presidente municipal do partido, Alexandre Souto, lembra do nome do vereador Eduardo Romero, que para ele, seria um "grande nome" na disputa para a Prefeitura, no entanto, afirma que o momento é prematuro. "Estamos focados em fazer vereadores. Se conseguirmos três cadeiras na Câmara já seria uma campanha muito vitoriosa", garante. 

Sobre o assunto, Eduardo Romero, único com mandato na sigla em Mato Grosso do Sul, diz estar à disposição da Rede, com foco em aumentar a reprentatividade na Câmara. "Meu projeto é o projeto do partido", afirma. 

Rede foi reconhecida como agremiação política há apenas quatro anos, em 22 de setembro de 2015, que em nível nacional tem expoentes políticos como a ex-senadora e ex-ministra do meio ambiente Marina Silva e a ex-senadora Heloísa Helena.

No senado, atualmente, a Rede tem os senadores Randolfe Rodrigues (AP), Flavio Arns (PR) e Fabiano Contarato (ES). Na Câmara Federal a REDE tem Joenia Wapichana (RR), forte liderança indígena no País. Em Campo Grande, o vereador Eduardo Romero é filiado desde 2015, quando TSE reconheceu a REDE como partido político.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions