A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

06/08/2019 18:20

Reinaldo fará compra compartilhada para reduzir preço de remédios

Azambuja fará compra dos medicamentos com mais seis estados, que fazem parte do bloco Brasil Central

Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante reunião do bloco Brasil Central (Foto: Divulgação/Governo MS)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante reunião do bloco Brasil Central (Foto: Divulgação/Governo MS)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou termo para fazer compra compartilhada de medicamentos, com mais seis estados, que vai reduzir o preço dos produtos. Esta parceria foi firmada nesta tarde (06), durante reunião do Consórcio Intermunicipal do Brasil Central.

Este termo se trata de um “memorando” de entendimento junto a Unops (Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos). O grupo já se prepara para fazer a primeira compra em conjunto. “Desta forma a gente espera baratear o custo. Vamos ter condições de ter um valor menor. Planejando a compra, vamos ter um ganho de escala”, disse Azambuja.

O tucano disse que este escritório que estará à frente da compra, já tem experiência neste modelo de negócio. Também adiantou que além dos medicamentos, também poderão comprar equipamentos na área da saúde. O pagamento será á vista, com os estados usando recursos dos tesouros (estaduais).

Reinaldo revelou que a lista dos medicamentos, com seus devidos valores, deve ficam pronta em 15 dias. “Nós podemos comprar próteses. Vamos fazer a primeira experiência”. Depois desta fase, haverá a publicação do edital, para compra por meio de consórcio.

A reunião do Brasil Central, que acontece em Brasília, reúne os governadores do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins. O grupo foi formado em 2015 para ganhar mais “força política” e organizar projetos e investimentos em conjunto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions