ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 35º

Política

Relator de CPI promete investigar doença que Bernal usou para não depor hoje

Por Kleber Clajus | 12/12/2013 14:50
Elizeu pretende investigar doença que levou Bernal a se ausentar hoje de depoimento na Comissão Processante (Foto: Kleber Clajus)
Elizeu pretende investigar doença que levou Bernal a se ausentar hoje de depoimento na Comissão Processante (Foto: Kleber Clajus)

Elizeu Dionizio (SDD), relator da CPI do Calote, reagiu, nesta quinta-feira (12) ao novo argumento apresentado pelo prefeito Alcides Bernal (PP), para não depor na Comissão Processante. Ele suspeita que o chefe do Executivo pode estar "mentindo" para escapar do depoimento e ganhar tempo para se livrar do processo de cassação na Câmara Municipal.

O vereador também solicitou abertura de investigação sobre a doença que levou Bernal a apresentar atestado médico justificando o não comparecimento.

Durante sua fala na tribuna da Câmara Municipal, Elizeu relembrou que o prefeito responde por dois processos na Justiça solicitando seu afastamento por remanejamentos realizados de forma irregular e denúncia de “fabricação de emergências” para contratar empresas sem licitação. O último é resultado do trabalho de relatoria do vereador na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote.

“Quero que o prefeito mostre que colocamos algo que não existe no relatório”, ressaltou Elizeu ao afirmar que o trabalho realizado durante a CPI prova a isenção da Câmara. Dizer o contrário seria, de acordo com o vereador, provar que “o prefeito é um mentiroso que não tem condições de estar no cargo”.

Sobre a justificativa apresentada por Bernal para não prestar depoimento hoje, Elizeu pretende solicitar, através da Comissão Permanente de Eficácia Legislativa, informações sobre a doença e o tratamento que o prefeito estaria recebendo.

“Foi o prefeito que pediu para depor na data de hoje e depois entra com atestado. Vou vasculhar sobre esse procedimento e o que fazia ontem recendo viatura e em uma festa até às 2h. Estranho não ter condições para depor”, questiona o parlamentar que vai pedir posicionamento do MP (Ministério Público) e do CRM (Conselho Regional de Medicina) sobre o caso.

Atestado - Bernal apresentou a Comissão Processante ontem atestado médico para não comparecer, após passar por procedimento cirúrgico oftalmológico na terça-feira (10).

Hoje o prefeito reafirmou ao presidente da comissão, vereador Edil Albuquerque (PMDB), que não poderia estar “exposto à situação de tensão” e novo depoimento foi remarcado para segunda-feira (16), às 9h, na Câmara Municipal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário