A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Março de 2019

14/11/2018 12:57

Retorno da educação moral e cívica seria positivo, avaliam deputados

Volta da disciplina está sendo discutida em nível nacional, assim como em estados e municípios

Leonardo Rocha
Deputados Renato Câmara (MDB), Lídio Lopes (Patri) e Cabo Almi (PT), durante sessão (Foto: Victor Chileno/ALMS)Deputados Renato Câmara (MDB), Lídio Lopes (Patri) e Cabo Almi (PT), durante sessão (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Apesar de iniciativas em vários estados e municípios, para o retorno da disciplina de “Educação Moral e Cívica” nas escolas, não existe nenhum projeto neste sentido em Mato Grosso do Sul. No entanto o deputados admitem que a volta desta matéria seria “positivo” para o ambiente escolar, assim como outros temas.

Para José Carlos Barbosa (DEM) a disciplina poderia resgatar o lado “histórico” do Brasil, relacionados a valorização da democracia e do civismo. “Seria bom para construir cidadãos que hoje não conhecem os hinos e a história da pátria. Na Europa existe uma valorização muito maior dos seus pilares e momentos históricos”, disse o deputado.

O democrata explicou que a disciplina poderia debater temas como “democracia” e até organização política, assim como valorizar as “grandes personalidades” do Brasil. “Se retornar vejo como positivo, antes a matéria era de grande serventia”.

Cabo Almi (PT) também entende como “interessante” o retorno da disciplina, proporcionando mais este aprendizado aos estudantes. “Vivemos em um sociedade rebelde e estranha, este conteúdo poderia ajudar os alunos sobre civilidade, assim como democracia e outros pontos”, avaliou o petista. Ele também defende a inclusão de temas como “educação ambiental” e “educação de trânsito”.

Após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) para presidência da República, algumas pautas estão ganhando força nos legislativos, tanto a nível nacional como nos estados e municípios. Além do retorno da disciplina “ Educação Moral e Cívica”, outros projetos como “Escola sem Partido”, redução da maioridade penal e regras mais flexíveis para posse de arma ganharam espaço nos debates.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions