A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/07/2013 16:48

Santini envia à CPI do Calote apenas parte dos documentos requisitados

Zemil Rocha e Jéssica Benitez
Santini só enviou quatro contratos não pagos pela Prefeitura à CPI do Calote (Foto: Arquivo)Santini só enviou quatro contratos não pagos pela Prefeitura à CPI do Calote (Foto: Arquivo)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calote constatou esta tarde, durante audiência na Câmara de Campo Grande, que o procurador-geral do município, Luiz Carlos Santini, enviou apenas parte dos documentos requisitados pelos vereadores. Até mesmo no ofício de encaminhamento do CD (Compact Disc) com os documentos digitalizados, Santini avisa que estaria atendendo só parte dos pedidos dos vereadores, alegando que não teve tempo hábil para digitalizar os demais.

Gerou um certo desentendimento a chegada do CD na Câmara. De posse do mesmo, assessores do vereador Elizeu Dionízio não conseguiram abrir-lo no computador. Especulou-se que o disco enviado por Santini estaria com defeito, o que de pronto foi rebatido pelo procurador em ligação para o presidente da CPI do Calote, vereador Paulo Siufi (PMDB). Depois, o acesso às informações acabou acontecendo normalmente.

Na última segunda-feira (8), os vereadores pediram a Santini, durante sua oitiva, contratos referentes a 15 empresas que supostamente não estariam sendo pagas pela Prefeitura de Campo Grande. Já nessa ocasião, o procurador afirmou que o pedido seria praticamente inviável já que algumas companhias prestam serviço há mais de uma década, dando como exemplo a Pavitec contratada desde o ano 2000 pela prefeitura.

Alegou, na ocasião, que se enviasse todos os documentos solicitados seriam mais de 20 volumes de documentos, uma parede inteira de papel. Por isso, resolveu fazer a digitalização com gravação em CD.

Santini enviou informações sobre quatro contratos da prefeitura que não teriam sido pagos: Total Serviços Ltda, Emanuelle Locatelli Ltda, Morbal e Solurb.

Alguns dos mais polêmicos contratos, como o da RDM Recuperadora de Créditos, e os documentos relativos aos repasses ao Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais) não foram encaminhados.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions