A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

25/05/2016 21:34

Sarney diz em gravação que Senado se acovardou em cassação de Delcídio

Nyelder Rodrigues

Em gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que teve sua delação premiada na Lava Jato homologada nesta quarta-feira (25) pelo STF (Superior Tribunal Federal), mostram o ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) opinando sobre a cassação ex-senador sul-mato-grossense Delcídio do Amaral (ex-PT e atualmente sem partido).

Conforme publicado pelo jornal Folha de São Paulo, Sarney demonstrava preocupação sobre os rumos da investigação e prometeu ajuda à Sérgio Machado no caso, impedido que o caso fosse para a Justiça Federal de Coritiba (PR).

"Pior foi o Senado se acovardar de uma maneira", diz o ex-presidente sobre a cassação de Delcídio. Sarney, apesar de ter berço político no Maranhão, se filiou ao PMDB do Amapá para ampliar seu leque de atuação no poder.

Na sequência do aúdio, o político afirma que o Senado não poderia ter concordado com a prisão de Delcídio, ocorrida ano passado após decisão do STF. Além disso, ele considera que a situação foi uma página negra na história do Senado.

"Agora o Teori acabou de desmoralizar o Senado porque mostrou que tem mais coragem que o Senado, manda soltar", completa Sarney, conforme trecho divulgado pela Folha de São Paulo. As gravações foram feitas em março.

No fim da conversa entre Sarney e Machado, o executivo ex-Transpetro ainda diz que a situação ficou muito mal e que a classe política está acabada e cada um devia procurar a sua própria salvação dessa situação. "Nessa coisa de navio que todo mundo quer fugir, morre todo mundo".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions