A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

10/04/2015 21:19

Secretário de Administração diz que é preciso "implementar cara da gestão"

Ricardo Campos Jr. e Michel Faustino
Carlos Alberto destacou que é preciso deixar os problemas para trás (Foto: Fernando Antunes)Carlos Alberto destacou que é preciso deixar os problemas para trás (Foto: Fernando Antunes)

O cumprimento das metas definidas pelos secretários estaduais e celebradas por meio da assinatura de um termo de compromisso nesta sexta-feira (10), na comemoração dos 100 dias da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB), fará com que os avanços sejam melhor percebidos pela população, na avaliação do secretário de Administração Carlos Alberto de Assis (PSDB).

Apesar de não ter detalhado quais são os desafios que definiu para cumprir até o final de 2015, ele ressalta que os empecilhos enfrentados no começo da gestão já foram superados. “Problemas, nós sabíamos que íamos encontrar. Por isso, temos que caminhar. Implementar a cara da nossa gestão”, relata.

Essas metas, segundo ele, se encaixam em um tripé divulgado ainda durante a campanha de que saúde, educação e segurança seriam as prioridades do governo tucano no estado. “Todas as secretarias estão alinhadas com objetivos comuns e traçar metas e cumpri-las”, afirma.

Azambuja realizou evento para celebrar 100 dias de mandato (Foto: Fernando Antunes)Azambuja realizou evento para celebrar 100 dias de mandato (Foto: Fernando Antunes)

Rombo – Durante a semana, Azambuja fez uma prestação de contas e informou que falta no caixa a quantia de R$ 192 milhões para a conclusão das obras inacabadas, mas que 80% serão terminadas até dezembro deste ano.

Para terminar todas as obras seriam necessários R$ 578.801.346,31. Mas, a gestão anterior deixou em caixa somente R$ 331.705.785,84, montante adquirido através de convênios com terceiros, além de R$ 53.828.640,33 em saldo da conta corrente do Governo e R$ 913.210,50 de saldo da Sanesul (conta corrente) para dar em contrapartida nos seus projetos com o poder público.

Ao todo são 301 obras. São 77 empreendimentos viários como: pavimentações de rodovias e construção de pontes de concreto; 60 empreendimentos civis como: construção de órgãos públicos e presídios e 64 obras de infraestrutura urbana.

Na cerimônia, Reinaldo também citou o que já fez até o momento, desde quando entrou no Governo. Para terminar as obras, por exemplo, ele renegociou os contratos e estruturou o novo modelo de contratação de serviços em obras do Estado.

Secretário de Administração diz que é preciso implementar cara da gestão



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions