A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/06/2016 09:14

Secretários estaduais prestam contas sobre metas anuais e alinham ações

Fernanda Mathias e Leonardo Rocha
Reunião ocorre a portas fechadas; secretários prestarão contas sobre andamento de ações (Foto: Fernando Antunes)Reunião ocorre a portas fechadas; secretários prestarão contas sobre andamento de ações (Foto: Fernando Antunes)

Começou por volta das 9h desta quinta-feira (23) reunião entre o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), e os secretários de Estado para avaliação das metas definidas em cada pasta para o ano de 2016. As propostas foram apresentadas em março e, hoje, os secretários prestarão contas do desempenho, por projeto.

Carlos Alberto de Assis, secretário de Administração, explica que a proposta é avaliar as metas estabelecidas contratualmente. São projetos na área de infraestrutura, social, economia e meio ambiente e gestão.

Na área de administração, Assis ressaltou que o projeto Gestão por Competência avalia os servidores baseado na meritocracia, avaliando rendimento dos servidores. Na Central de Processos, são mapeadas todos os processos desenvolvidos pelo governo na área administrativa.

“A intenção é ter um serviço público de qualidade”. O “Governo Virtual”, como sugere o nome, pretende tornar todos os processos virtuais. Quando à folha de pagamento, a proposta é mapear desde 1979 até 2016 as Leis que regem a folha de pagamento dos servidores, o que pode proporcionar economia de até 5% na folha, que é de R$ 420 milhões, ou seja, economia de R$ 20 milhões por mês. “A intenção não é tirar vantagem do servidor, mas tirar as que não existem, de acordo com a legislação”.

José Carlos Barbosa, secretário de Segurança, destacou entre os projetos que serão discutidos a reforma e construção de presídios, incluindo a ampliação das unidade de Ponta Porã e Coxim, que vão ampliar as vagas em 144, além dos três presídios em construção em Campo Grande. Segundo ele, uma destas três obras já está adiantada. Também estará em pauta o “MS mais Seguro”, com investimentos previstos de R$ 96 milhões, lançado recentemente.

O secretário de Saúde, Nelson Tavares, disse que em sua pasta os assuntos em discussão serão as obras do Hospital do Trauma, retomadas segunda-feira (17), a ampliação do Hospital do Câncer, que conta com recursos estaduais em cada um dos nove andares. Também devem ser avaliados os resultados da “Caravana da Saúde” e a licitação para obras dos hospitais regionais de Três Lagoas e Dourados. Tavares também vai falar sobre OS (Organizações Sociais), até sexta-feira devem ser escolhidas as que vão assumir a administração do Hospital Regional de Ponta Porã e a regulação do Estado.

Secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, que cuida da articulação política, relacionamento com assembléia e partidos para assegurar a chamada governabilidade, disse que o ponto principal a ser tratado com o governador é a renegociação da dívida com a União. O governador esteve esta semana em Brasília, com o presidente em exercício Michel Temer (PMDB), para discutir a renegociação, ocasião que reuniu todos os chefes de executivo estadual do País.

A partir da renegociação, Sérgio disse que o governo terá fôlego para lançar um pacote de obras, cujas prioridades estarão em discussão nesta reunião. “Como é ano eleitoral o governo precisa ter muito cuidado nas ações e o principal foco é a transparência e seriedade”.

A reunião a portas fechadas segue até às 10h30 e ao fim o governador deve atender a imprensa para informar um panorama dos temas discutidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions