ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 24º

Política

Sem jogos há quase 2 anos, Estádio Morenão será tema de debate na Assembleia

Reforma no local começou em 2022 e previsão é que seja concluída só em 2025

Por Cassia Modena | 24/02/2024 16:09
Estádio Morenão cercado de tapumes e fechado desde 2022 (Foto: Paulo Francis)
Estádio Morenão cercado de tapumes e fechado desde 2022 (Foto: Paulo Francis)

Fechado para jogos de futebol e eventos culturais desde 2022, o Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, será tema de audiência pública marcada para semana que vem. Ela é aberta à população e será realizada a partir das 14h da próxima quinta-feira (29), no Plenário Julio Maia da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

O debate foi proposto pelo deputado estadual Pedro Pedrossian Neto (PSD), cujo avô inaugurou e teve o próprio nome usado para batizar o espaço na década de 1970, quando governou Mato Grosso do Sul.

"Estádio do Morenão: seu futuro e sua utilização" será o assunto da discussão. Segundo Pedrossian Neto, o objetivo é elencar soluções para o lugar que já foi essencial para o esporte e cultura de Mato Grosso do Sul.

A bola correu no local pela última vez em 17 de abril de 2022, quando Operário venceu o Dourados por um a zero. Em menos de dois meses, isso vai completar dois anos.

Reforma e protesto - No início deste mês, torcedores do Operário protestaram pela demora das intervenções, segurando uma faixa com a frase: "cadê o dinheiro da reforma?".

Responsável por administrar as obras no estádio, a Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura) respondeu que o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul repassou R$ 9,4 milhões no ano de 2022 e que as reformas começaram naquele mesmo ano.

Desse recurso, gastou R$ 3.673.921,27 para melhorar todos os banheiros dos torcedores, vestiários dos jogadores e dos árbitros. Essa parte está concluída. "Todos os relatórios técnicos e os documentos foram enviados ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul", disse a Fundação.

O restante do dinheiro soma R$ 6.732.971,43, que serão investidos na melhoria da estrutura e segurança para receber grandes públicos. Estão previstas a readequação do sistema de proteção contra raios, recuperação de pilares, marquises e impermeabilização da cobertura.

Ainda segundo a Fapec, a previsão é entregar a reforma pronta em até 12 meses, em fevereiro de 2025.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias