A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/10/2013 15:53

Sem Marçal, PROS perde a opção para deputado federal em MS

Zemil Rocha
Agora o PROS joga suas fichas na conquista de George Takimoto (Foto: arquivo)Agora o PROS joga suas fichas na conquista de George Takimoto (Foto: arquivo)

O presidente regional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Geraldo Rodrigues, admitiu há pouco, em entrevista ao Campo Grande News, que seu partido não tem nome de outro deputado federal para integrar a legenda, caso Marçal Filho realmente confirme filiação no Solidariedade (SDD). O comando regional do SDD já é de Marçal, que indicou Clarice Lima de Souza Araujo, diretora técnica de sua rádio em Dourados, para a presidência e outros assessores para outros cargos da comissão provisória, conforme registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Geraldo Rodrigues não escondeu a decepção com a notícia de que Marçal já controla o SDD no Estado. “A gente está contando com a vinda dele para o PROS”, afirmou ele, admitindo, em seguida, que não teria outra opção de parlamentar federal para ingressar na nova legenda. “Se realmente o Marçal for para o Solidariedade, não temos outro nome de federal. Marçal era o único insatisfeito”, explicou.

As negociações estão intensas, porém, para conquistar filiados que tenham peso eleitoral para disputar as eleições do ano que vem. Uma das tratativas do PROS está acontecendo com o deputado estadual Jorge Takimoto (PSL). O novo partido também pôs na sua alça de mira o secretário estadual da Juventude, Herculano Borges (PSC).

Na chapa para a Câmara Federal, o PROS espera poder contar com Janete Morais, filha de Antônio Morais. O prazo final para filiação partidária de quem pretende ser candidato em 2014 é o dia 5 de outubro.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions