ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 23º

Política

Pesquisas indicam Giroto na frente e concorrentes aguardam reunião

Por Wendell Reis | 02/03/2012 08:14

Siufi e Mandetta aguardam reunião com Trad e Puccinelli

Mandetta reclama da forte campanha feita pelos concorrentes em Campo Grande(Foto: João Garrigó)
Mandetta reclama da forte campanha feita pelos concorrentes em Campo Grande(Foto: João Garrigó)

O governador André Puccinelli (PMDB) e o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), ainda não marcaram a reunião com os pré-candidatos Luiz Henrique Mandetta (DEM), Edson Giroto (PMDB) e Paulo Siufi (PMDB) para informar quem está melhor nas pesquisas e, consequentemente, representará o grupo político na eleição em outubro de 2012.

A demora na reunião e no anúncio contribui para as especulações sobre o resultado da pesquisa, encomendada ao instituto Ibope. Na sessão da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (1º) correu a informação de que o deputado Edson Giroto teria se destacado na pesquisas. Deputados ligados ao governador informaram que Giroto estaria se destacando entre os concorrentes, empatado na pesquisa com o deputado estadual Alcides Bernal (PP).

O deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM) afirma que não tem realizado pesquisas. Porém, avalia que Giroto tem que estar bem avaliado, visto o “tamanho da pré-campanha” que vem fazendo e pelo apoio dos deputados da Assembleia Legislativa, que colocaram toda a equipe em seu favor.

Apesar de acreditar que Giroto pode estar na frente, Mandetta ressalta que é preciso avaliar a pesquisa, verificando se os votos são consistentes ou não. Segundo ele, as pesquisas falam muito mais do que somente a intenção de votos e incluem cruzamento de pesquisas qualitativas e quantitativas e até avaliação do resultado da última eleição.

“É um arranjo muito grande. Tem que ver se os números são frutos da presença de cabos eleitorais ou voto consciente”. Segundo o deputado, os votos vulneráveis, conquistados por meio de trabalho de cabos eleitorais, acabam construindo uma candidatura em bases frágeis. “Não só o Giroto como o Siufi, que é presidente da Câmara e tem outros vereadores”.

O vereador Paulo Siufi prefere não falar sobre pesquisas, alegando que cada uma apresenta um resultado. Ele afirma que os números podem apresentar falhas, tendo em vista que a preferência pode variar de região para região. O vereador entende que as pesquisas servem de base, mas a decisão caberá ao prefeito e ao governador.

Siufi acredita que apesar da decisão caber aos líderes, eles terão que explicar os motivos da escolha e o candidato terá que cativar os concorrentes excluídos. O vereador afirma que vai aceitar o resultado se tiver critério e embasamento. Apesar disso, ainda acredita que as pesquisas podem ser validas e, caso seja preciso, pode-se realizar uma nova rodada. Siufi espera que a decisão seja tomada por meio de um consenso entre todos os envolvidos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário