ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 24º

Política

Simone diz que Lewandowski conduzirá impeachment com imparcialidade

Ricardo Campos Jr. | 03/08/2016 18:00
Simone acredita na imparcialidade do STF para prosseguir o rito do impeachment (Foto: divulgação)
Simone acredita na imparcialidade do STF para prosseguir o rito do impeachment (Foto: divulgação)

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) disse, em pronunciamento na reunião da Comissão do Impeachment nesta quarta-feira (3), que o Supremo Tribunal Federal não vai se sujeitar a pressão política se achar conveniente agendar a fase de julgamento para o dia 25 de agosto.

Os apoiadores da presidente afastada reclamaram de suposta pressão do Palácio do Planalto para acelerar o processo.

Simone lembrou que, em conformidade com os ritos do impeachment, o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, assume a condução do caso se Dilma Rousseff (PT) for pronunciada pelo Senado e por se tratar de um poder independente, qualquer tipo de pressão não deve influenciar em suas decisões.

“Ele não vai se sujeitar à pressão do presidente da república porque é um poder independente. Ele não vai se sujeitar à pressão do presidente desta casa, mas também ele não vai se sujeitar a esse discurso midiático da oposição”, afirmou a senadora peemedebista.

A parlamentar também elogiou o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) na Comissão do Impeachment por achar que o relatório refuta, item por item, os argumentos políticos da defesa de Dilma no que se refere aos aspectos jurídicos do crime de responsabilidade.

Diante disso, Simone afirmou que o STF deve conduzir o caso como está prescrito. “Tenho certeza, pela imparcialidade do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte desse país, que o presidente Levandowski, juntamente com seus assessores, vai cumprir, rigorosamente, os prazos, o procedimento e o rito que está estabelecido subsidiariamente no Código de Processo Penal”, conclui.

Nos siga no Google Notícias