A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/01/2014 17:04

Sindicato vê falha da Caixa na fiscalização do sistema de esgoto da Homex

Josemil Arruda
CPI da Homex ouvido depoimento esta tarde na Câmara de Campo Grande (Foto: Kleber Clajus)CPI da Homex ouvido depoimento esta tarde na Câmara de Campo Grande (Foto: Kleber Clajus)

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Amarildo Melo, corresponsabilizou a Caixa Econômica Federal pelos problemas quanto à rede esgoto no empreendimento da Homex em Campo Grande. “A Caixa faz fiscalizações mensais de obras que financia e tinha a obrigação de ver essa questão do esgoto”, apontou Melo.

Nesta tarde, durante depoimento à CPI da Homex, na Câmara de Campo Grande, lamentou os problemas deixados pela Homex, que decretou falência e deixou rastro de calotes na Capital.

“Quando acontece problema de não entregar casas é muito ruim para o setor, porque gera muita desconfiança de quem compra”, criticou o dirigente sindical.

Como Sinduscon é entidade privada, Melo alegou não tem como exigir o cumprimento da lei pelas empresas, mesmo as que são associadas ao sindicato. “Mas a gente tenta juntar os entes para fazer fiscalização”, informou, citando o Crea, o Ministério Público do Trabalho e a própria CPI da Homex.

Sobre a Homex, o presidente do Sinduscon disse que sabia apenas que ela não conhecia o mercado e que tinha pouca mão de obra. O Sinduscon tem 297 empresa filiadas, inclusive a VBC Engenharia, que assumiu a condução das obras abandonadas pela Homex.

Os próximas depoimentos à CPI da Homex já estão definidos. No dia 30 de janeiro, a partir das 14 horas, vão depor representantes da Homex, Planurb e da VBC Engenharia. No dia 6 de fevereiro, a partir do mesmo horário, será a vez do representante da Caixa Econômica Federal.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions