A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

15/01/2014 11:16

Após quatro meses, CPI terá depoimento de representante da Homex

Kleber Clajus
Representante da Homex pode esclarecer falhas da empresa na entrega de 272 apartamentos na Capital (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)Representante da Homex pode esclarecer falhas da empresa na entrega de 272 apartamentos na Capital (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)

Um representante da Homex deve prestar depoimento, no dia 30 de janeiro, na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga o abandono da construção de 272 apartamentos pela empresa mexicana em Campo Grande. A informação é confirmada pelo presidente interino da investigação, vereador Otávio Trad (PT do B), e será a primeira vez que a empresa responde a questionamentos na Câmara Municipal em quatro meses.

“Temos informação de que um engenheiro da Homex já está em Campo Grande e deve participar da oitiva agendada para o dia 30. Parece também que a empresa está dando o suporte necessário agora”, comenta Otávio, ao relembrar que as investigações sobre a empresa foram iniciadas em setembro de 2013.

Das três mil casas que a Homex se propôs a construir na Capital, a empresa vendeu 700, mas não entregou 272. A construtora também é acusada de calote de R$ 24 milhões com fornecedores, com processos iniciados em 2012 e 2013.

Somado a isso, o parlamentar ressalta que a situação dos moradores continua complicada e só após a abertura da CPI e da “pressão da imprensa” a Homex começou a assumir a responsabilidade pelas falhas.

A fim de resolver o impasse, a Caixa Econômica Federal contratou em setembro a empresa VBC Engenharia Ltda para dar continuidade às obras dos 272 apartamentos abandonados em fase de construção e adquiridos através do Programa Minha Casa Minha Vida. Já em dezembro, a nova construtora realizou levantamento sobre os materiais necessários e no dia 6 de janeiro iniciou os trabalhos. O cronograma de obras tem previsão de entrega das unidades habitacionais para o primeiro semestre de 2015.

Otávio ressalta que o condomínio Varandas do Bosque, entregue com infiltrações e rachaduras, também deve ser beneficiado no processo de correções dos erros da construtora mexicana.

“Nessa semana, uma reunião na Caixa com a VBC Engenharia ampliou os trabalhos da construtora para também assumir a reforma dos apartamentos em que já há pessoas morando. Essa será mais uma vitória da CPI e dos moradores que hoje passam por situação difícil”, pontua o parlamentar.

Ciclo de depoimentos – Neste mês, a CPI da Homex realiza duas oitivas. A primeira delas está marcada para o dia 23 de janeiro, às 14h, com representantes do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), do Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção) e da VBC Engenharia, que assumiu o controle das obras do residencial.

Já no dia 30, também às 14h, os vereadores ouvirão representantes da Prefeitura de Campo Grande, Caixa Econômica Federal e Homex, que abandonou as obras sem concluí-las.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions