A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

17/01/2014 15:07

Siufi lamenta decisão de juiz e diz que há “provas robustas” contra Bernal

Josemil Arruda
Paulo Siufi quer Câmara decidindo logo sobre Bernal (Foto: arquivo)Paulo Siufi quer Câmara decidindo logo sobre Bernal (Foto: arquivo)

O ex-presidente da CPI do Calote, vereador Paulo Siufi (PMDB), considera que não faltou provas para que o juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, David de Oliveira Gomes Filho, condenasse o prefeito Alcides Bernal (PP) por improbidade administrativa. “Tem provas robustas sim. A ótica do juiz é que, mesmo tendo o prefeito se equivocado na forma, houve resultado de economia; considerou que não foi tão prejudicial ao erário público”, afirmou Siufi, lamentado o resultado da sentença.

Para o vereador, a questão foi de “interpretação” do juiz, por considerar que não houve dano efetivo à administração municipal. “Eu li a decisão na integra. Não discuto decisão judicial. Respeito a decisão do juiz David, que é pessoa por quem tenho carinho muito grande, tendo inclusive trabalhado com ele no Tribunal de Justiça. É um homem de conduta ilibada, sei da seriedade dele, mas é ponto de vista, interpretação”, disse.

Indagado se a nível de judiciário a condenação por improbidade exigiria provas mais contundentes do que do ponto de vista político, como aconteceu na CPI do Calote, Siufi negou essa dicotomia. “Entendo que há sim irregularidades. Se fez economia ou não isso não desfaz as ilegalidades. É como ir ao banco e roubar só um centavo. É roubo do mesmo jeito”, comparou o peemedebista.

Durante os trabalhos da CPI no ano passado, segundo Siufi, todo o esquema de fabricação de emergência e de irregularidades quanto à Lei de Licitações ficaram claramente demonstrados. “Politicamente o que vivenciamos na CPI do Calote e o que o relator Elizeu levantou como possíveis irregularidades apontaram isso. E fizemos esse trabalho com transparência de nossas ações, buscando documentos dentro do próprio site da prefeitura”, argumentou.

Instâncias independentes - Paulo Siufi lamentou a decisão do juiz, mas enfatizou que Judiciário e Poder Legislativo são “instâncias independentes”, com possibilidade de julgamentos diferentes. Trata-se, conforme o vereador, de cada uma cumprir seu papel, inclusive com a Câmara de Campo Grande podendo retomar o julgamento do prefeito Alcides Bernal. “Tem de ver se Justiça vai delibera pra processante continuar”, defendeu.

O que ninguém quer mais , na avaliação de Siufi, é essa indefinição. “Suspende daqui, para ali, volta, para de novo. Isso tem atrapalhado o prefeito, os vereadores e a cidade. Tem de acabar essa medição de forças sem necessidade”, apontou o vereador.

Observou ainda que há pesquisas que demonstram que é muito negativa essa situação de instabilidade. “Até mesmo minha viagem, na época do julgamento, que marquei em agosto do ano passado, teve gente que disse que eu tinha me vendido”, reclamou.

A solução política passa, na avaliação dele, pela decisão da Câmara. “O prefeito pode até pedir desculpas, dizer que fez dessa forma, quando o correto seria daquela, mas não vou mais fazer mais isso ou afirmar que sou prefeito e sou Deus e aí a gente vai resolver”, sustentou.

No entender dele, ainda há muita arrogância na administração municipal. Citou o caso da assessora de comunicação do prefeito Alcides Bernal que, nesta semana, chegou a pregar a expulsão daqueles que criticam a cidade. “Ela que volte para a terra dela. Tenho família aqui. Ela não é xerife e nem ele (o prefeito) manda na cidade. Queremos o bem da cidade. É uma falta de respeito como eu nunca tinha visto antes”, condenou.

 

Ação é rejeitada, mas Juiz vê “negligência” de Bernal em contratar Salute
Embora tenha absolvido o prefeito Alcides Bernal (PP) da acusação de improbidade administrativa, proposta pelo Ministério Público Estadual, o juiz da...
Comissão do Congresso deve agilizar aprovação de projetos em segurança pública
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse nesta segunda-feira (21) que uma comissão mista, de senadores e deputados ligados à área de segurança...



O que não pode é o sr. sair por ai dando sua opinião contra uma decisão de um juiz , pois ele representa a justiça, e voces ai da oposição nem o povo que os elegeram, voces estão representando.
 
Juarez Delmondes em 17/01/2014 21:00:01
piada né o cara que visitava uma vez por semana no distrito que deveria cumprir expediente diariamente kkkk não fica nem vermelho kkk
 
marcelo santos em 17/01/2014 19:24:25
os vereador de campo grande vai trabalhar para nos e larga de rolo repeita nossos voto
por favor deixa o homem trabalhar ele sabe nao do jeito de voces obrigado ass.marcao
 
antonio marcos f martins em 17/01/2014 18:12:53
Siufi se o Juiz deu o parecer que não foi o satisfatório para a OPOSIÇÃO aceite, é um magistrado, com graduações, diferente de vereador que não precisa de graduação nenhuma.
 
darcio santos em 17/01/2014 17:29:51
“A nível de judiciário.....” Isso pode “Arnaldo” ?
 
Odracir Oliveira em 17/01/2014 15:32:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions