A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

12/09/2019 13:19

Sozinha, ministra pode gastar quase 3 vezes mais que o Inmet em viagens

Campo-grandense e seu gabinete poderão consumir no máximo R$ 907,7 mil, contra R$ 342,4 mil do instituto

Jones Mário
Ministra Tereza Cristina com o embaixador da Arábia Saudita no Brasil, Ali Bahitham (Foto: Divulgação)Ministra Tereza Cristina com o embaixador da Arábia Saudita no Brasil, Ali Bahitham (Foto: Divulgação)

Em meio a excursão por países do Oriente Médio, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, baixou portaria para redução de despesas da pasta. A medida limitou gastos com passagens e diárias para diversas unidades. Mesmo assim, até o fim do ano, a campo-grandense e assessores diretos poderão consumir R$ 907,7 mil com viagens.

O teto estimado para a ministra é quase três vezes maior que para todas as equipes do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), por exemplo, subordinado à pasta federal. A entidade, composta por cinco coordenações e com dez unidades distribuídas por capitais, teve teto estipulado em R$ 342,4 mil.

O valor fixado para Tereza Cristina e os lotados em seu gabinete supera também os limites de deslocamento para o SFB (Serviço Florestal Brasileiro), com R$ 890,7 mil; Ceplac (Departamento da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), com R$ 603,4 mil; CGSTA (Coordenação-Geral de Suporte Técnico e Administrativo), com R$ 257 mil; CGAS (Coordenação-Geral de Apoio às Superintendências), com R$ 386,4 mil; Enagro (Coordenação-Geral de Apoio às Superintendências), com R$ 651,7 mil; e assessoria parlamentar, com R$ 38,5 mil.

Ao todo, as despesas com deslocamentos para a pasta foram limitadas a R$ 56,5 milhões até dezembro.

Conforme dados do Portal da Transparência do governo federal, a ministra campo-grandense gastou R$ 109,7 mil em diárias e passagens entre janeiro e junho deste ano. Foram registrados 23 processos de viagem.

Oriente Médio - A ministra campo-grandense está em Cairo, no Egito, onde, segundo divulgado pelo ministério, se reúne com autoridades do país responsáveis por compras governamentais e acordos internacionais. Tereza Cristina ainda deve participar de seminário com empresários locais para debater investimentos e perspectivas de negócios. No domingo (15), a agenda tem encontro com o secretário-geral da Liga dos Estados Árabes, embaixador Ahmed Aboul Gheit, para tratar de infraestrutura e logística.

Depois do Egito, a ministra conhece Riade, capital da Arábia Saudita, para novas reuniões com empresariado e autoridades locais nas próximas segunda (16) e terça-feira (17).

Na quarta (18), na Cidade do Kuwait, no Kuwait, Tereza Cristina e autoridades do país vão debater sobre alimentação, nutrição, pesca e outros assuntos agrícolas. A excursão termina nos Emirados Árabes, onde encontra empresários do setor de alimentos e representantes do governo em Abu Dhabi e Dubai, entre quinta (19) e domingo (22).

Redução - Publicada na edição desta quinta-feira do DOU (Diário Oficial da União), a portaria do Ministério da Agricultura impede novas contratações para aquisição e locação de veículos, mão de obra terceirizada, serviços de consultoria e outros fins. O ato é válido também para o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

A portaria determina também que os estágios remunerados vigentes em 30 de agosto de 2019 deverão ser cortados em, no mínimo, 50% a partir do dia 1º de outubro de 2019.

O ato tem vigência válida até 31 de dezembro de 2019.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions