A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/10/2014 15:57

TCE elegerá Waldir Neves presidente e Jerson é favorito a vaga de Cícero

Leonardo Rocha
Em chapa única, conselheiro Waldir Neves será eleito presidente do TCE (Foto: Roberto Araújo/ TCE)Em chapa única, conselheiro Waldir Neves será eleito presidente do TCE (Foto: Roberto Araújo/ TCE)

O TCE (Tribunal de Contas Estadual) elege amanhã, a partir das 9h, o conselheiro Waldir Neves, como novo presidente, tendo José Ricardo Pereira Cabral, como vice e Iran Coelho das Neves, na função de corregedor-geral. Para a vaga de Cícero de Souza, que se aposenta em novembro, o favorito é o presidente da Assembleia, o deputado Jerson Domingos.

Cícero de Souza completa 70 anos no dia 2 de novembro, por isso realiza amanhã (29), à tarde, a última sessão frente do Tribunal, sendo que na quinta (30) ou sexta-feira (31), deve ser publicado a aposentadoria do conselheiro, no Diário Oficial do Estado.

Para a disputa da presidência do Tribunal, haverá apenas uma chapa inscrita, liderada por Waldir Neves, José Ricardo permanecendo como vice e Iran Coelho, como corregedor-geral. Este grupo estará a frente da instituição, pelo biênio 2015-2016.

Vaga - Assim como já foi apontado pelos deputados e governador André Puccinelli (PMDB), o presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), é o grande favorito para ficar com a vaga de Cícero, tanto que ele nem disputou a reeleição neste ano, ficando apenas nos bastidores em apoio ao senador Delcídio do Amaral (PT).

Existe a possibilidade também de surgir uma nova vaga no TCE, caso o conselheiro José Ricardo Pereira Cabral, que já possui tempo de serviço suficiente para aposentadoria integral, decidir sair. Ele não completou 70 anos, idade limite para deixar o Tribunal. No entanto, não existe até o momento qualquer posição do conselheiro sobre esta saída.

Cabral inclusive irá assumir a presidência do pleno até o final do ano, após a aposentadoria de Cícero, e irá fazer parte como vice-presidente, da direção do Tribunal pelos próximos dois anos.

Se sua vaga ficar disponível, tanto o deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR), como o deputado federal licenciado, o secretário de Obras, Edson Giroto (PMDB), seriam os favoritos. Os dois também não disputaram a eleição deste ano.

Espera - No início do ano, o secretário de Governo, Osmar Jeronymo, foi indicado para assumir a vaga do conselheiro José Ancelmo, que se aposentou, ao completar 70 anos, no final de janeiro. O governador André Puccinelli afirmou que só iria liberá-lo, após a conclusão de alguns projetos no executivo. O peemedebista afirmou, no mês passado, que Osmar iria para o TCE, em outubro, após a eleição.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions