ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, DOMINGO  11    CAMPO GRANDE 29º

Política

Temer teria acertado recebimento de R$ 50 milhões em propina da JBS

Por Nyelder Rodrigues | 17/05/2017 23:17
Temer foi alvo de denúncias envolvendo pagamento de propina nesta quarta-feira (Foto: Marcos Corrêa/PR/Divulgação)
Temer foi alvo de denúncias envolvendo pagamento de propina nesta quarta-feira (Foto: Marcos Corrêa/PR/Divulgação)

O presidente Michel Temer (PSDB) teria sido acusado de acertar o recebimento de R$ 50 milhões em propinas da JBS, durante a delação premiada feita pelo presidente da empresa, Joesley Batista, na Operação Lava Jato.

A informação foi publicada pelo blog O Antagonista, na noite desta quarta-feira (17), depois da publicação feita pela edição online do jornal O Globo, em material assinado por Lauro Jardim, sobre gravações comprometendo Temer.

Segundo O Antagonista, as gravações com tais conversas já estariam também nas mãos da PGR (Procuradoria Geral da República). O pagamento seria feito em longo prazo, ou seja, dividido em uma mesada mensal. O acerto teria acontecido no subsolo do Palácio do Planalto, no dia 7 de abril deste ano.

Impeachment - Logo após a publicação da notícia pelo jornal O Globo e da chamada para a informação no Plantão da TV Globo, várias manifestações de adversário de Temer foram realizadas, inclusive pedidos de impeachment.

Conforme o Estadão Conteúdo, dois pedidos de impedimento do presidente foram protocolados na Câmara Federal. Ele foi feito pelo terceiro-secretário da Casa, o deputado João Henrique Holanda Caldas (PSB-AL). O motivo foi crime de responsabilidade.

Mais cedo, deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) também protocolou um pedido de impeachment também com base na denúncia. Antes de hoje, Temer já tinha um pedido em aberto desde abril, por decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio Mello. Apesar disso, a comissão que deveria analisar o caso não foi montada.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário