A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/05/2011 09:36

TJ nega liminar para soltar ex-vereadores alvos da operação Câmara Secreta

Aline dos Santos
O ex-vereador está preso desde dia 29 de abril. (Foto: Ademir Almeida)O ex-vereador está preso desde dia 29 de abril. (Foto: Ademir Almeida)

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou liminar em habeas corpus aos ex-vereadores de Dourados, Humberto Teixeira Júnior e Sidlei Alves. A liminar foi negada ontem pelo desembargador Carlos Eduardo Contar, mas o mérito do pedido ainda será analisado pela justiça.

Eles estão presos desde 29 de abril. O ex-vereadores, que enfrentam a terceira prisão em dois anos, foram alvos da operação Câmara Secreta. Realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), a ação denunciou esquema envolvendo fraudes por meio de empréstimos consignados de servidores da Câmara de Dourados.

Além dos ex-vereadores, foram presos Rodrigo Terra (assessor de Humberto) e Amilton Salina (ex-diretor financeiro).

Os holerites dos servidores eram falsificados pelo então diretor financeiro da Câmara, a mando dos dois vereadores. Os valores eram aumentados em até cinco vezes, para conseguir emprestar grandes somas. Dos denunciantes, dois eram servidores fantasmas.

Salina foi solto um dia depois da prisão. Os ex-vereadores estão na Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions