A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

10/12/2013 18:42

TRE cassa Bueno por gastar R$ 100 mil para comprar votos, o 4º na Capital

Vinícius Squinelo e Filipe Prado
Decisão foi proferida pelo Pleno do TRE/MS (foto: João Garrigó)Decisão foi proferida pelo Pleno do TRE/MS (foto: João Garrigó)

O TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) cassou, por 3 votos a 1, o mandato do vereador Alceu Bueno (PSL), acusado de gastar R$ 100 mil em compra de votos nas eleições municipais de 2012. Além de perder o cargo, a saída de Bueno da Câmara mexe com a composição da Comissão Processante contra o prefeito Alcides Bernal (PP).

O caso de Bueno foi julgado no início da noite de hoje (10) pelo Pleno do Tribunal. O primeiro a votar foi o relator do caso, juiz Cláudio Bonassini da Silva, que afirmou que foram mais de R$ 100 mil usados para compra de combustíveis, que eram então trocados por votos.

Bonassini votou pela cassação do vereador, sendo acompanhado pelos juízes Heraldo Garcia Vitta e Elton Nasser de Melo. Contra votou o juiz Nélio Stábile, e o presidente do TRE, desembargador Atapoã da Costa Feliz, se declarou impedido de votar.

Bueno é o quarto vereador de Campo Grande cassado nesta semana. Ontem perderam o mandato os parlamentares Paulo Pedra (PDT), Delei Pinheiro (PSD) e Thaís Helena (PT), licenciada para ocupar o cargo de secretária Municipal de Assistência Social na administração de Alcides Bernal.

Todos podem ainda recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Processante – Com a cassação de Bueno, membro da Comissão Processante contra Bernal, a Câmara Municipal deve realizar amanhã (11) sorteio durante a sessão para indicar o novo integrante dos trabalhos, que podem levar a cassação do prefeito da Capital.

Delei vê “injustiça” em cassação, mas aguarda advogado para decidir futuro
O vereador Delei Pinheiro (PSD) considerou como “injusta” a decisão do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) que cassou seu mandato como vereador de C...
Cassados, Thais Helena e Paulo Pedra vão recorrer no TSE
Com os mandatos cassados pelo TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), os vereadores por Campo Grande Paulo Pedra (PDT) e Thais He...


A que ponto chegamos! Agora pergunto, desde quando essa Câmara de Vereadores, presidida por outro vereador que também já foi cassado pela justiça, tem moral para querer cassar o Prefeito? Nunca tivemos uma Câmara dessas, tão desmoralizada e patrocinada pela oposição. Francamente! Tá na hora desses "ilustres" vereadores começarem a trabalhar, pois afinal foi para isso que eles foram eleitos e muito bem remunerados, diga-se de passagem.
 
Aldo Oliveira em 11/12/2013 10:01:18
Bueno, ainda fazia parte da comissão ´processante, que moral tem para fazer parte da comissão. É Bueno, você como conhecedor da palavra devia entender que quis a sua vontade, e não a vontade de Deus. Tudo pelo poder.
 
Jorge Arantes Nascimento em 11/12/2013 08:33:01
não tenho nada a favor do Bernal..tem muitas falhas na sua gestão.
Mas para cassar o mandato de quem foi o escolhido pelo povo? ainda mais por esses vereadores da capital....o sujeito querendo falar do mal lavado
é assim que esta a politica na capital...qual a moral que esse vereador tem para cassar alguem?
ele não cassa ninguem...é carta fora do baralho
menor um..bom para o Brasil!!
 
ALEXANDER PALERME GARCIA em 11/12/2013 07:56:23
esse vereador queria cassar bernal e agora eu votei no prefeito por que eu quero mudança .mas não foi por dinheiro.
 
carlos marques em 10/12/2013 21:04:25
tudo que plantares isso também colheras olho por olho dente por dente
 
MARIO JOSE em 10/12/2013 20:41:56
O certo é trocar tudo. Acho que nunca votamos, incluindo eu, tão mal. Colocamos lá, vereadores que só pensam em si mesmos, e um prefeito mais inutil que cunhado desempregado. Estão acabando com a cidade...
 
Marcos Figueiredo em 10/12/2013 20:14:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions