A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/04/2013 21:37

TRE cassa prefeito de Jardim e nova eleição deve acontecer em breve

Nyelder Rodrigues
Prefeito Marcelo Henrique nega as acusações de que tenha comprado votos em Jardim (Foto: Arquivo)Prefeito Marcelo Henrique nega as acusações de que tenha comprado votos em Jardim (Foto: Arquivo)

O prefeito de Jardim, Marcelo Henrique de Mello, o Dr. Marcelo (PDT), foi cassado nesta terça-feira (30) pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). A cidade terá uma nova eleição.

Ele e o vice, Erney Cunha Bazzano Barbosa, que também foi cassado, foram eleitos em outubro do ano passado. A decisão do TRE foi tomada no final da tarde.

Marcelo e Erney já haviam tido os diplomas de prefeito e vice-prefeito cassados pela juíza da 22ª Zona Eleitoral de Jardim, Penélope Mota Calarge, por compra de votos. Além disso, eles foram considerados inelegíveis por oito anos.

Entretanto, eles conseguiram seguir o mandato após a defesa entrar com um pedido que suspendeu a cassação, no dia 25 de março, até julgamento pelo TRE-MS, feito nesta terça e desfavorável a Marcelo.

A decisão de hoje no TRE foi unânime, e considerou a primeira sentença correta, já que as provas apontavam que Marcelo Henrique e Rubens Borges Vaez, dono de um mercado da cidade, teriam entregue cestas básicas a eleitores de Jardim em troca de votos.

Nova eleição – Com a cassação, o tribunal já estuda uma data para realizar uma nova eleição em Jardim, sem a participação dos cassados. Até que se decida quem será o novo prefeito, quem exercerá o cargo interinamente de prefeito é o presidente da Câmara de Vereadores.

Marcelo Henrique de Mello ainda pode recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para tentar reverter a decisão e continuar no cargo. A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito, mas não conseguiu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions