A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/03/2013 12:14

Prefeito cassado de Jardim crê que voltará ao cargo semana que vem

Zemil Rocha
Marcelo diz que sua vantagem, 53%, prova que não precisaria comprar votos (Foto: Arquivo)Marcelo diz que sua vantagem, 53%, prova que não precisaria comprar votos (Foto: Arquivo)

O prefeito afastado de Jardim, Marcelo Henrique de Mello (PDT), informou neste sábado que vai ingressar na semana que vem com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra a cassação do seu mandato. Sob a acusação de compras de votos na eleição do ano passado, ele e o vice, Erney Cunha Bazzano Barbosa, também do PDT, tiveram os mandatos cassados por decisão da juíza Penélope Mota Calarge, da 22ª Zona Eleitoral. A decisão, com deferimento de liminar, foi publicada ontem no Diário Oficial e o prazo para recorrer termina na quarta-feira (27).

Marcelo Mello nega que tenha promovido compra de votos. “Não acredito nisso. Não é esse o nosso método”, garantiu ele, argumentando que sua grande votação e ampla vantagem sobre o adversário. Na eleição do ano passado, Mello obteve 7.242 votos, o representou 53,31% do total, enquanto Carlos Kruger (PMDB) conquistou 5.904 votos, ou seja, 42,73%. “Eu tive uma vantagem de 1438 votos. A população demonstrou claramente que queria mudança”, afirmou ele. “Não precisaria desse expediente de compra de votos para ganhar a eleição”, acrescentou.

Durante a campanha eleitoral, pelo menos cinco pessoas chegaram a ser presas por crime eleitoral. Na época, Marcelo negou todas as acusações e o envolvimento de aliados políticos nesses crimes. Em um mercado da cidade, a Polícia encontrou vários documentos com nomes e dados de pessoas para a compra de votos. O dono do mercado, Rubens Borges Vaez,foi condenado a pagar multa de R$ 5,3 mil.

Além da perda do cargo, a juíza Penélope decidiu que Marcelo e Erney terão que pagar multa de R$ 21 mil cada um devido a “gravidade da conduta e a condição econômica do ofensor”.

A Prefeitura de Jardim está sendo comandada pela presidente da Câmara Municipal, vereadora Claudia Vanessa Barbosa (PMDB), mas o prefeito afastado Marcelo Mello acredita que consiga retomar o cargo na semana que vem, através de recurso que seus advogados estão preparando.

Apesar da mudança de chefe de Executivo, o município continua com o mesmo secretariado, segundo Marcelo Mello, que assegurou ter uma boa relação política com a vereadora Vanessa. “Temos excelente relação. Fizemos questão de demonstrar, quando assumimos, que não éramos prefeito do PDT, mas de toda a cidade, passando por cima de qualquer problema partidário”, disse ele.

 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


O povo escolheu mudar de mão o poder. Quem perdeu a teta de mais de 18 anos não vai entregar fácil assim. Subestimaram o poder do povo e principalmente a vontade de ser prefeito de um cidadão comum como o Dr. Marcelo. Agora aguenta. A verdade sempre prevalece.
 
Francisco Arantes em 26/03/2013 08:27:38
Se todos os politicos fossem corretos nosso Brasil não estaria da forma que esta,jardim precisa de mudança faz mais de anos que esta na mesma coisa precisa de empregos industrias e melhorias de vida da população ate quando vai ficar dependendo de pontos turisticos que não trazem beneficio nenhum estamos as 280 km de uma saida para o mercosul que e o rio paraguai , deveria investir em incentivos para atrair industrias para cidade e não se preocupar com vendas de votos.... acorda jardim
 
fabio lima em 25/03/2013 11:53:39
Este cidadão foi pego de calça curta, pois quem pegou a compra de votos não foi um qualquer, foi a própria justiça eleitoral. Então tem que rodar mesmo.. e se houver outra eleição.. o malandro ta fora.... é pouca ainda mas a atitude desta Juíza já não é tao incomum... parabéns Doutora Penélope...!!!!
 
Renato Dutra em 24/03/2013 14:26:52
Doquitor marcelito tu e um bom medico mas nao esperava es sua atitude de comprar voto no mercadinho que poca vergonha vc junto com o nosso gloriosso prefeitinho jacomo deagosti fazem uma bela dupla; que vergonha .acho eu que voces nao tem com vergonha. sao seus familiares que ficam .ou ja acostumaram com estas semvergonhise de voces na compra de vots kkkkkkkkkkkkkkk ze preto nos torcemos por vc ai em jardim aqui em guialopes torcemos paranosso candidato genior benites {perereca}ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
 
joao arcanjo mormom em 24/03/2013 11:25:34
acredito na inocencia do entao prefeito marcelo melo, jardim precisa de uma renovaçao de nomes e politicos novos com mentalidade de um futuro promissor chega de termos gente comandando um grupo fechado com seus intereses proprios

 
jader faria rodrigues em 23/03/2013 13:37:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions