ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Política

TRE-MS estima que mais de 800 eleitores devem regularizar título hoje

Após o almoço, movimento deve aumentar e tempo de espera na fila pode chegar a duas horas

Ana Oshiro e Cleber Gellio | 04/05/2022 09:15
Fila no TRE-MS é pequena durante a manhã, movimento maior deve ser após às 14h. (Foto: Direto das Ruas)
Fila no TRE-MS é pequena durante a manhã, movimento maior deve ser após às 14h. (Foto: Direto das Ruas)

Nesta quarta-feira (4), termina o prazo para eleitores de todo Brasil regularizarem o cadastro eleitoral e terem direito ao voto nas eleições deste ano. O serviço de regularização pode ser feito até às 19h no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), localizado no Parque dos Poderes, ou pela internet, até às 22h59 (horário de MS).

Por volta das 9h, o movimento no tribunal era constante, com fila de no máximo 20 pessoas e atendimento rápido. A expectativa é que após o almoço a movimentação aumente e a espera na fila pode chegar a duas horas, de acordo com Wilson de Alencar Borba, chefe de cartório do TRE-MS.

A estimativa é que cerca de 840 pessoas procurem o atendimento presencial no prédio do tribunal até o final do dia. "Ontem, foram 700 atendimentos, hoje, estamos esperando que o número seja 20% maior. É importante lembrar que não é preciso se deslocar até aqui para regularizar o título, todos os serviços podem ser feitos pela internet", explica Wilson.

Tribunal estima que cerca de 840 eleitores procurem atendimento prescencial neste último dia. (Foto: Marcos Maluf)
Tribunal estima que cerca de 840 eleitores procurem atendimento prescencial neste último dia. (Foto: Marcos Maluf)

Para quem não quiser sair de casa, basta acessar o site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) clicando aqui e regularizar a situação. "Ao final do processo, é possível deixar o e-mail e telefone disponíveis, caso falte algum documento, nós entramos em contato e o eleitor consegue se regularizar sem precisar vir até o tribunal", explicou Wilson.

Marceneiro de 51 anos, Roberto Luis de Lima procurou atendimento presencial nesta manhã. "Deixei pro último dia por causa da correria no serviço, não votei na eleição passada e meu título tá cancelado. Como hoje termina o prazo, tirei a manhã toda pra resolver a situação. Quero muito votar esse ano, a gente  precisa resolver a situação que tá o nosso País, principalmente a parte econômica", disse Roberto, enquanto aguardava a senha ser chamada.

Maria é da Paraíba e foi pedir transferência do título. (Foto: Marcos Maluf)
Maria é da Paraíba e foi pedir transferência do título. (Foto: Marcos Maluf)

Quem também esperava para ser atendida é a recepcionista Maria Lúcia de Freitas, de 28 anos, que precisa realizar a transferência do título eleitoral. "Vim da Paraíba pra cá, como tinha chances de eu voltar pro meu estado antes da eleição, acabei não atualizando meu título antes", comentou a jovem.

Segundo o diretor-geral do TRE MS, Hardy Waldschmidt, ninguém vai ficar sem atendimento no prédio do tribunal. "Se a procura for muito grande, mais do que o esperado, temos a possibilidade de distribuir senhas e programar o atendimento para amanhã, mas só vale para quem procurar o tribunal até o horário final do prazo, às 19h", disse Hardy.

Neste ano, serão disputados os cargos para presidente da República, governadores dos estados, senadores e deputados federais, estaduais e distritais. A votação em primeiro turno ocorrerá no dia 2 de outubro, e o segundo turno, se houver, será 30 de outubro.

Atendimento presencial é até às 19h, mas serviço pode ser feito pela internet até 22h59. (Foto: Marcos Maluf)
Atendimento presencial é até às 19h, mas serviço pode ser feito pela internet até 22h59. (Foto: Marcos Maluf)


Nos siga no Google Notícias