A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/02/2015 17:08

Três partidos avaliam deixar a base de apoio a Gilmar Olarte na Câmara

Kleber Clajus
Carlão é um dos aliados que cobra mais espaço e destravamento de obras na administração de Olarte (Foto: Marcelo Calazans)Carlão é um dos aliados que cobra mais espaço e destravamento de obras na administração de Olarte (Foto: Marcelo Calazans)

Três partidos reavaliam apoio ao prefeito Gilmar Olarte (PP), na Câmara Municipal de Campo Grande. PMDB, PT do B e PSB consideram não apenas o processo de sucessão eleitoral do progressista, mas também sua influência na administração municipal.

A bancada do PMDB se reúne durante sessão, na quinta-feira (26), em busca de “falar a mesma língua”. O líder, Vanderlei Cabeludo, ressalta que o mandato tem sido atípico e que o prefeito será respeitado, porém não descarta afastamento da base no momento em que a sigla estrutura candidato próprio para concorrer as eleições municipais.

“Cabe a ele ter maturidade de entender o que é processo político e como chefe do Executivo trabalhar pela governabilidade”, complementa a vereadora e presidente municipal do PMDB, Carla Stephanini.

Outro partido a contribuir na fragmentação da base aliada é o PT do B. Mesmo que ainda alinhado com Olarte, reunião na sede do partido na sexta-feira pode mudar os rumos do que Eduardo Romero considera “base com independência”. O parlamentar, inclusive, não se nega a apoiar opositores em temas como a cultura.

Já Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), transita em um cenário incerto, uma vez que indicação do secretário-adjunto da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Waldiney Costa da Silva, corre risco de corte por Olarte.

Para o pessebista, a ameaça somada ao fato de obras paralisadas, como o Ceinf (Centro de Educação Infantil) do Jardim Anache e o posto de saúde do Jardim Presidente, colocam em xeque o real sentido de se pertencer a base aliada.

“Não podemos afundar em barco com as mãos amarradas. Nós temos que estar com as mãos livres para nos defender. Participar mais efetivamente da administração”, comenta Carlão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions