A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/10/2017 09:28

Unidade do TRE faz 800 cadastros biométricos por dia, meta para hoje

Objetivo do TRE-MS é cadastrar os 400 mil eleitores que faltam em Campo Grande

Leonardo Rocha e Bruna Kaspary
Posto do TRE-MS na Fundação da Cultura tem 800 atendimentos diários (Foto: Bruna Kaspary)Posto do TRE-MS na Fundação da Cultura tem 800 atendimentos diários (Foto: Bruna Kaspary)

O novo posto de atendimento do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), que foi montado na Fundação de Cultura, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, está fazendo o cadastro biométrico de 800 eleitores por dia. Muitas pessoas aproveitaram o feriado prolongado, para ir nesta sexta-feira (13), ao local.

De acordo com Flávia Tomigawa, assistente da Central de Atendimento do TRE, o novo posto está funcionando desde o dia 9 de outubro, das 8h até às 17h, de segunda a sexta-feira, e no sábado das 8h até às 14h. "Neste sábado específico não estará aberto, porque estaremos realizando manutenção do sistema", avisou.

Ela ponderou que a nova unidade foi colocada na área central da cidade, para facilitar o acesso a população, principalmente as pessoas que trabalham na região. Além dos funcionários do TRE-MS que fazem toda a organização do espaço, existe uma equipe de 32 pessoas disponíveis para o cadastramento (biométrico), sendo 20 militares do Exército, 10 da prefeitura e 2 do Tribunal de Contas.

O grupo ainda espera funcionário da Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e mais funcionários do Tribunal de Contas para "reforçar o trabalho", tendo 50 profissionais à disposição. Na unidade não precisa de agendamento, assim como na sede do Tribunal Eleitoral. Já nos práticos dos bairros, precisa (agendamento), pois tem um número definido de atendimentos ao dia.

Quem não fizer o cadastro biométrico até o dia 18 de março, segundo o TRE-MS, poderá perder o título do eleitor. Para realizar o procedimento, precisa levar cópia do documento pessoal, comprovante de residência e o título de eleitor. A meta é cadastrar os 400 mil eleitores que faltam em Campo Grande.

Na unidade também estão disponíveis outros serviços, como emissão da 1° via do título de eleitor ou transferência para outra zona eleitoral. Para os homens de 18 a 45 anos, deve se levar o documento de reservista, para realizar tais procedimentos.

Tranquilidade - O aposentado Paulo Ferreira Rodrigues, de 67 anos, esteve na unidade nesta manhã e contou que foi ao local, fazer o cadastro biométrico, porque viu a propaganda na televisão. "Resolvi vir depois do feriado, justamente para encontrar o local mais tranquilo, me avisaram que se não fazer o cadastro, perderia meu título".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions