A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/09/2016 17:21

Urnas ganham dados e mecanismos de defesa para encontro com eleitor

Aline dos Santos
Não adianta ligar: urna avisa que só funcionará no dia 2 de outubro. (Foto: Marcos Ermínio)Não adianta ligar: urna avisa que só funcionará no dia 2 de outubro. (Foto: Marcos Ermínio)
Segundo Kátia, urnas recebem dados de seção, candidatos e eleitores(Foto: Marcos Ermínio)Segundo Kátia, urnas recebem dados de seção, candidatos e eleitores(Foto: Marcos Ermínio)

A 15 dias das eleições, 1.800 urnas são preparadas em Campo Grande para o encontro com o eleitor. No Fórum Eleitoral, no Parque dos Poderes, os equipamentos, que desde 1996 são protagonista das eleições, ganham os dados dos candidatos, são testadas e têm os mecanismos de defesa ativados.

De acordo com a chefe de cartório da 36ª Zona Eleitoral, Kátia Souza, as urnas que serão utilizadas na Capital recebem os dados de seção, candidatos e eleitores. O preparativo envolve 120 pessoas, que vão trabalhar hoje e amanhã, das 8h às 18h.

Durante a preparação, os equipamentos passam por testes para verificar o funcionamento e as informações são inseridas. Ao término do processo, cada máquina gera um extrato de carga, que traz todos os dados inseridos e o registro individual da urna, uma especie de RG. Elas são lacradas e ficam prontas para ser distribuída aos mesários.

Segurança - A urna também é ativada para enfrentar os curiosos ou, eventualmente, tentativas de fraude. Com um teste para a reportagem, Kátia mostra que a urna pode até ser ligada antes do dia da eleição, mas não vai funcionar. A tela avisa que o funcionamento só ocorre a partir das 7h de 2 outubro, dia em que 1.875.869 eleitores vão às urnas em Mato Grosso do Sul.

No teste, todas as teclas são apertadas, mas a urna permanece impassível e exibindo o aviso. Outro mecanismo de segurança é a emissão da zerésima. Cada urna gera um extrato mostrando nome de todos os candidatos e o total de zero votos para cada um. O procedimento atesta que nenhum voto foi computado antes da abertura da votação. Além disso, no dia eleição os equipamento são verificados por todos os mesários e fiscais. “A urna é 100% segura”, afirma Kátia.

Os equipamentos são iguais, só diferenciando a data de fabricação. Serão utilizados equipamentos datados de 2008, 2009, 2010, 2013 e 2015. Durante o uso, a urna fica ligada somente à energia elétrica, sem conexão com a internet. As urnas que vão para o interior do Estado serão preparadas pela Justiça Eleitoral entre 19 e 23 de setembro.

Para quem quiser treinar a utilização da urna, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) disponibiliza um simulador de votação. Para testar, clique aqui.

Neste fim de semana, 1.800 urnas são preparadas para votação na Capital. (Foto: Marcos Ermínio)Neste fim de semana, 1.800 urnas são preparadas para votação na Capital. (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions