A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/04/2009 08:27

Valter quer o poder público contra violência no campo

Redação

O senador Valter Pereira (PMDB-MS) pediu nesta quinta-feira (23) mais atenção do governo ao problema da violência no campo. Ele comentou o fato de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), terem feito jornalistas e uma advogada reféns no Pará, e os terem usado como "escudos humanos" diante dos seguranças da fazenda invadida.

Valter Pereira lembrou que a luta dos camponeses por um pedaço de terra sempre foi reconhecida pela sociedade brasileira. Ressaltou, no entanto, que quando essa luta abre espaço para "ações criminosas", o poder público não pode aceitar.

"Transgressores contumazes perdem o medo porque a lei está perdendo vigor", disse o senador - "Nosso ordenamento jurídico prevê medidas severas para quem atenta contra a liberdade e o patrimônio".

O senador citou o artigo 1.210, parágrafo primeiro, do Código Civil, que permite "ao possuidor turbado ou esbulhado" manter ou restituir a propriedade da terra, contanto que o faça logo. No entanto, ressaltou o senador, ainda assim prevalece a leniência das autoridades em relação a esses manifestações do MST.

Valter Pereira disse que as invasões se justificariam, se o governo fosse contrário à reforma agrária. Pelo contrário, acrescentou, o presidente Lula demonstra compromissos firmes com a causa da distribuição da terra.

-

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions