A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/07/2010 14:47

Vereador do PMDB defende "sanção moral" a Valter Pereira

Redação

A decisão do senador peemedebista Valter Pereira de apoiar o ex-governador Zeca do PT foi recebida com indignação no PMDB. Mas na opinião de duas lideranças do PMDB, a atitude não deve render nenhuma punição grave ao senador.

Líder do partido na Câmara Municipal, Vanderlei Cabeludo defende uma "sanção moral" ao senador Valter Pereira, mas torce para que o congressista mude de opinião.

"Eu estou me sentindo como um filho traído. Nós temos um candidato do PMDB a governador. Eu não acredito que ele vai subir no outro palanque. Só acredito vendo", afirmou. "Tenho certeza que o coração dele vai se arrepender", acrescentou.

Cabeludo disse que sempre militou no PMDB e ficará atento a atitudes como a do senador. A sanção moral seria uma espécie de um "puxão de orelha", sem nenhuma outra consequência.

Para o deputado estadual e ex-secretário Carlos Marun (PMDB), a decisão de Valter Pereira é extremamente lamentável e caracteriza uma infidelidade partidária, "mas ninguém vai querer dedicar seu tempo a ele".

"Eu vejo indignação em relação a ele, mas não acredito em punição a ele e a quatro dezenas de filiados", afirmou.

Valter Pereira tem mostrado insatisfação com o partido desde que foi derrotado nas prévias internas do PMDB.

Ele fez críticas ao governador André Puccinelli (PMDB) e disse que coordenará a campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) em Mato Grosso do Sul.

O senador também tentou assumir o comando do PSB, mas não teve sucesso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions