ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Política

Vereadores avaliam abertura da CPI das Belas Artes

Obra iniciada em 1991 atravessou gestões e atualmente abriga usuários de drogas e moradores de rua

Jhefferson Gamarra e Clayton Neves | 18/05/2021 16:10
Vereadores durante visita ao prédio onde seria construído o espaço cultural (Foto: Clayton Neves)
Vereadores durante visita ao prédio onde seria construído o espaço cultural (Foto: Clayton Neves)

Vereadores de Campo Grande visitaram nesta terça-feira (18), o prédio onde seria montado o Centro de Belas Artes, no bairro Cabreúva. A edificação que começou a ser construída em 1991 para abrigar a rodoviária da Capital, passou por diversos processos de mudanças e conforme a última previsão, feita em 2007, abrigaria um espaço de cultural.

A construção de 14 mil metros quadrados, que teve início no governo de Pedro Pedrossian, atravessou administrações e hoje se encontra em situação de total abandono, servindo de abrigo para moradores de rua e usuários de drogas.

"É uma tristeza ver o dinheiro publico destruído pelo tempo, faltou cuidado e planejamento no local. Os banheiros eram de mármore e foram completamente destruídos. Queremos saber quem são os culpados por essa tragédia. Esse espaço tem muita utilidade e precisa ser ocupado”, lamentou o articulador da vistoria, vereador Ronilço Guerreiro (Podemos).

Durante a visita, os parlamentares encontraram todos os cômodos depredados e pichados, com pertences de usuários e moradores de rua espalhados pelo local.

A possibilidade de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi levantada pelo presidente da comissão de obras e serviços públicos, Ayrton Araújo (PT). “Vamos levantar o valor estimado, o valor gasto e quanto falta para concluir a obra. Não está descartada a abertura de uma CPI para identificar os responsáveis”, afirmou.

Para o vereador Tiago Vargas (PSD), o local poderia sediar espaços municipais, como secretárias e até mesmo a Câmara Municipal de Campo Grande que atualmente são alugadas. “É um absurdo o desperdício de verba pública pagas com imposto. Poderia ser montado espaços municipais e economizar em alugueis”, opinou.

Também participaram da visita os vereadores José Jacinto Luna (Podemos), Camila Jara (PT), Alírio Villasanti (PSL), Clodoilson Pires (Podemos) e Eduardo Miranda (Patriota).

Parlamentares avaliam a possibilidade da abertura de uma CPI na Câmara (Foto: Clayton Neves)
Parlamentares avaliam a possibilidade da abertura de uma CPI na Câmara (Foto: Clayton Neves)


Nos siga no Google Notícias