ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 19º

Política

Vereadores da Capital aprovam projeto que prevê uso racional de água

Juliana Brum | 25/06/2015 14:03
Sessão Itinerante aconteceu na sede do CAU MS (Foto - Marcos Ermínio)
Sessão Itinerante aconteceu na sede do CAU MS (Foto - Marcos Ermínio)

A Câmara Municipal realizou a sessão itinerante, nesta manhã (25), na sede do CAU-MS (Conselho de Urbanismo de Mato Grosso do Sul) que reuniu arquitetos, engenheiros e demais presentes.

Dentre os diversos projetos em pauta aprovados o projeto de autoria do vereador Mario César (PMDB) e do vereador Eduardo Romero (PT do B) que propõe primar o uso racional e preservar a água promovendo medidas alternativas para a captação da água e uso racional foi aprovada por votação unânime.

O Programa visa estimular a utilização de fontes alternativas nas edificações e casas, além da conscientização da população campo-grandense.

"Bilhões de litros tem sido economizados pela administração de São Paulo que utiliza a água da chuva captada para lavar as ruas após as feiras livres. Atitudes como estas são de grande valia para preservação, além da economia financeira e acredito que poderia ser adotado aqui no Estado também pelo executivo para fins semelhantes dentre outras ideias e soluções" declarou o vereador Eduardo Romero.

O Programa visa estimular a utilização de fontes alternativas nas edificações e casas, além da conscientização da população campo-grandense. O Executivo ainda construirá reservatórios de água da chuva e fiscalizar para que tais medidas sejam, efetivamente, aplicadas.

O projeto propõe também que o executivo crie campanhas para a conscientização da população no combate ao desperdício de água, através de campanhas educativas nos meios de comunicação e abordagem do tema nas escolas da rede pública municipal de ensino, incentivando novos hábitos e divulgando novos métodos de conservação e uso racional da água, bem como de captação e uso da água das chuvas, além de estimularem a construção de equipamentos adequados ao racionamento de água para as construções edificadas anteriormente à vigência desta lei.

O vereador Romero destaca a importância de adotar já ações planejadas para que no futuro próximo Campo Grande não sofra com a falta de água.

Nos siga no Google Notícias