A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

25/06/2015 14:03

Vereadores da Capital aprovam projeto que prevê uso racional de água

Juliana Brum
Sessão Itinerante aconteceu na sede do CAU MS (Foto - Marcos Ermínio)Sessão Itinerante aconteceu na sede do CAU MS (Foto - Marcos Ermínio)

A Câmara Municipal realizou a sessão itinerante, nesta manhã (25), na sede do CAU-MS (Conselho de Urbanismo de Mato Grosso do Sul) que reuniu arquitetos, engenheiros e demais presentes.

Dentre os diversos projetos em pauta aprovados o projeto de autoria do vereador Mario César (PMDB) e do vereador Eduardo Romero (PT do B) que propõe primar o uso racional e preservar a água promovendo medidas alternativas para a captação da água e uso racional foi aprovada por votação unânime.

O Programa visa estimular a utilização de fontes alternativas nas edificações e casas, além da conscientização da população campo-grandense.

"Bilhões de litros tem sido economizados pela administração de São Paulo que utiliza a água da chuva captada para lavar as ruas após as feiras livres. Atitudes como estas são de grande valia para preservação, além da economia financeira e acredito que poderia ser adotado aqui no Estado também pelo executivo para fins semelhantes dentre outras ideias e soluções" declarou o vereador Eduardo Romero.

O Programa visa estimular a utilização de fontes alternativas nas edificações e casas, além da conscientização da população campo-grandense. O Executivo ainda construirá reservatórios de água da chuva e fiscalizar para que tais medidas sejam, efetivamente, aplicadas.

O projeto propõe também que o executivo crie campanhas para a conscientização da população no combate ao desperdício de água, através de campanhas educativas nos meios de comunicação e abordagem do tema nas escolas da rede pública municipal de ensino, incentivando novos hábitos e divulgando novos métodos de conservação e uso racional da água, bem como de captação e uso da água das chuvas, além de estimularem a construção de equipamentos adequados ao racionamento de água para as construções edificadas anteriormente à vigência desta lei.

O vereador Romero destaca a importância de adotar já ações planejadas para que no futuro próximo Campo Grande não sofra com a falta de água.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions