ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 31º

Política

Veteranos farão palestras aos 18 novos vereadores sobre regras da casa

Alberto Dias | 01/01/2017 16:19
Câmara Municipal recebe 18 vereadores novatos. (Foto: Divulgação/Câmara)
Câmara Municipal recebe 18 vereadores novatos. (Foto: Divulgação/Câmara)

Uma coincidência interessante marca a posse dos 29 vereadores de Campo Grande, que acontece a partir das 17h deste domingo (1): 18 são novatos e apenas 11 foram reeleitos, ou seja, já estavam na casa de leis. Há quatro anos, na legislatura imediatamente anterior (2013-2016), a situação era exatamente inversa: 18 vereadores seguiam reeleitos, enquanto apenas 11 eram novos.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB), o fato denota um fenômeno nacional que pontua o amadurecimento da democracia e maior participação popular na política. "Os novos chegam com muita vontade de fazer e foram escolhidos legitimamente pela população". Para o tucano, o fato de a maioria dos parlamentares serem novatos nessa legistatura, não deve prejudicar o andamento dos trabalhos.

Ao Campo Grande News, adiantou que um seminário a ser realizado em breve, em data a definir, deve apresentar o funcionamento da casa, normas, regimento interno, entre outras questões. "Cada um fará palestras aos vereadores e seus assessores, dando condições para que realizem sua função da melhor maneira", afirmou. Também caberá aos parlamentares mais experientes acolher e orientar quem chega.

"Todos precisam estar antenados com o contexto atual, a realidade econômica pela qual passa o país, o estado e o município. Ou seja, a situação que vive a população, porque somos os representantes de todos os cidadãos", ponderou Rocha, frisando a função fiscalizadora do poder Legislativo, cujas sessões serão retomadas em fevereiro, após o recesso parlamentar.

Dever cumprido - Sobre a legislatura encerrada em 2016, Rocha conclui que a democracia foi exercida e o dever cumprido. "Entendo que essa legislatura que se encerra cumpriu plenamente com seu papel e que adotamos os procedimentos que precisaram ser aplicados", disse, referindo-se à votação que culminou na cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP).

Quanto à renovação na Câmara, "a população entendeu que deveria haver uma renovação em uma parte e manter alguns outros. Esse é o exercício da democracia e os políticos precisam fazer essa leitura, estar antenado com essa situação", finalizou Rocha.

Nos siga no Google Notícias