A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

06/06/2013 15:09

Vídeo mostra nova prefeita de Miranda oferecendo dinheiro por apoio eleitoral

Zemil Rocha
Prefeita Marlene Bossay durante a campanha eleitoral do ano passado (Foto: Facebook)Prefeita Marlene Bossay durante a campanha eleitoral do ano passado (Foto: Facebook)

A nova prefeita de Miranda, Marlene de Matos Bossay (PRB), pode estar envolvida no mesmo mal que causou a cassação de sua antecessora, Juliana Pereira Almeida (PT): oferecimento de vantagem financeira para obter apoio eleitoral. Recentemente empossada como prefeita, Marlene está sendo acusada, através de um vídeo distribuído à imprensa, de ter oferecido dinheiro em troca de apoio na eleição do ano passado, em que foi derrotada por Juliana.

Marlene Bossay assumiu em razão da cassação de Juliana, confirmada no dia 28 de maio pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), decisão que também afetou o vice Sidnei Barbosa de Araujo (PSC). Marlene e Sidnei tiveram os diplomas cassados em março, por compra de votos, por sentença do juíz da 15ª Zona Eleitoral de Miranda, Marcel Henry Batista Arruda. Pessoas ligadas aos dois teriam entregado dinheiro a eleitores da aldeia Lalima em troca de votos.

No vídeo, que teria sido gravado no dia 21 de setembro de 2012, portanto poucos dias antes da eleição de outubro, Marlene aparece conversando com um homem chamado Joel e oferece a ele R$ 1.000,00 em troca apoio eleitoral. A gravação foi feita com uma câmera escondida atrás de uma janela.

“Tem como você me ajudar?”, questiona Marlene, sentada frente a frente com Joel, em uma residência. “Nós estuda, vê sua proposta”, respondeu Joel.

Continuando a conversa, Marlene afirma que a vantagem pelo compromisso eleitoral será válida tanto para aquele momento, antes da eleição, como para após, caso eleita prefeita da cidade. “A gente ganha e você vai trabalhar junto comigo”, prometeu Marlene.

“Mil reais é pouco para você?”, indagou Marlene no diálogo com Joel, que evita, porém, dar resposta imediata, avisando que vai estudar a proposta. “Eu tenho que pensar”, disse ele à atual prefeita de Miranda.

Joel avisa então que vai dar resposta na segunda-feira, mas Marlene considera o prazo muito longo e pede que ele resolva no dia seguinte á conversa, no sábado, quando enviará um emissário, a quem chama de Dr. Diogo, a fim de que pegue a resposta.“Eu mando o recado para a senhora”, concorda Joel. “Põe no papel”, sugere Marlene.

No final da conversa, Marlene Bossay pede o telefone celular de Joel e afirma: “Eu quero você do meu lado”. E exorta em tom de questionamento: “Pode ser Joel?”, sem obter resposta.

A reportagem do Campo Grande News ligou para o número do celular citado por Marlene e confirmou que ele realmente pertence a Joel. Indagado sobre a gravação, ele se esquivou: “Eu não estou entendendo, vou te retornar daqui a pouquinho”. Joel não retornou à ligação.

O outro lado – A prefeita Marlene Bossay, que assumiu o cargo na última segunda-feira, não estava na prefeitura de Miranda ao ser procurada pelo Campo Grande News. Contudo, seu secretário de Planejamento, Nabil Jafal, esclareceu que o vídeo já tinha sido postado no Facebook e, segundo ele, foi “editado”.

Nabil Jafal informou que Marlene tentou fazer uma contratação normal em período de campanha eleitoral, não havendo nada de ilegal. “Na verdade, ela foi lá para contratá-lo para trabalhar com a gente na campanha. Isso é normal”, argumentou. “Isso é perfeitamente legal”, acrescentou.

A atual prefeita, segundo Jafal, foi pedir para Joel, que é funcionário da Prefeitura de Miranda, lhe “prestar serviço” na campanha eleitoral. “Em toda campanha eleitoral acontece isso: Quer trabalhar para mim, deixa o seu candidato e vem trabalhar comigo”, ponderou o secretário.

Conforme Nabil Jafal, a conversa não rendeu frutos eleitorais para Marlene, já que Joel teria demonstrando desinteresse. “Ele não deu reposta e ninguém procurou mais ele”, garantiu o secretário. Indagado se ele teria apoiado a candidatura de Marlene, Nabil garantiu que não.

O vídeo, na opinião de Nabil, “não tem nem pé nem cabeça” e está sendo usado pela oposição. “A oposição está fazendo esse alarde todo, porque ficou ruim para eles a cassação, até porque a diferença de votos foi mínima e se vê que houve trapaça para se ganhar a eleição”, afirmou o secretário. E lançou um desafio: “Se acham que tem alguma coisa, a Justiça está aí para julgar as coisas”.

 

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


Essa é amadora kkkkkkk
 
Felipe Benites em 08/06/2013 13:47:14
Só uma pergunta: Qual é a dúvida que há nesse vídeo, que trata-se de CRIME ELEITORAL? Se a outra candidata ganhou, foi acusada e cassada, essa senhora não é diferente em nada!!!
 
Elaine Carmo em 08/06/2013 11:20:44
Como pode a justiça dizer que a Prefeita eleita nas urnas comprou votos aqui na aldeia lalima, sendo ela perdeu por mais de 50% aqui, sendo que cabo eleitoral da Marle edo vereador Edson Morais por nome taboca permanecia semana inteira na aldeia por permiçao do cacique Ademar, e o video esta claro onde esta a justiça, so para dizer ao povo assim q a Marlene assumiu o cacique indicou sua esposa como diretota e pediu a minha exoneraçao coisa q aconteceu so aqui nesta aldeia. ainda mais tem pessoas q pegaram mangueiras, telhas, tijolos, caixa dagua, so q sao jantagiados para nao falarem,q justiça.
 
valdelei deoliveira em 07/06/2013 21:20:17
É meu povo, isto acontece nesse nosso Brasilzao, mas tenho que lhes dizer que o povo tem o líder que merece. Fuiiiiiiii
 
MOISES BATISTA GONÇALVES em 07/06/2013 20:50:44
A montagem é grosseira e a ignorância de quem o fez é tamanha, já que o conteúdo em momento algum demonstra se tratar de compra de voto!
Só um analfabeto político para acreditar na compra de voto no valor de R$1.000,00.
Miranda agora é Dubai por acaso? hahahaha! Dar destaque para uma notícia dessa é demais viu
 
Wilson Passos em 07/06/2013 19:27:57
Vamos ver qual será a atitude da Promotora Isabelle Albuquerque dos Santos, prima do Dr. Ivan Paz Bossay! Trata-se fato público e notório do qual ela DEVE se manifestar ainda que seja para se declarar SUSPEITA OU IMPEDIDA de atuar no caso!!
 
Antônio Carlos Ribeiro Arroyo em 07/06/2013 16:55:38
Esses políticos substimam a inteligência da população. É compra de voto SIM, houve a intenção, odeio falso moralismo, e me revolta que as pessoas tomem partido nessa palhaçada. A impunidade está explicita novamente e Miranda esta apodrecendo, parada, o medo e a revolta imperam neste momento!!!
 
Maria Luiza Cardoso em 07/06/2013 14:46:20
Isso acontesse em todo lugar. mas em miranda e demas essas coisa de compra de voto
e a falta de emprego da cidade é uma coisa de loco. ja trabalhei varias eleições em miranda, como que o povo pede e demas dai a cidade nao se dizenvolve .. O Prefeito ja entra com uma mala na costa e quatro anos passa rapido dai ja viu nao sai nada na cidade....
 
Eliseu costa ferreira em 07/06/2013 12:10:44
Será que só eu percebi um "facilitação" nesse vídeo??? A prefeita só faltou dizer que vai dar uma secretaria pra ele.. Mais explicito que isso, só vídeo XXX.
 
David Fernandes em 07/06/2013 11:36:34
Esse vídeo esta bem claro que foi uma tentativa para pegar uma suposta compra de votos que, não aconteceu. Imagino que agora com a Juliana fora da prefeitura vale tentar tudo para voltar... Mas o que realmente importa é esperar se a nova administração fara uma verdadeira mudança e melhoria na cidade de Miranda, só assim poderemos avaliar, criticar e elogiar.
 
Edinat Vieira em 07/06/2013 11:23:49
Que absurdo, não tem nada incriminativo nesse vídeo... ela simplesmente foi contratar um cidadão pra campanha... ela não pediu voto em momento algum... esse povo é tudo hipócrita!!! Falam que não pegam vale gasolina mas fazem gato no padrão de energia...
 
João Lopes em 07/06/2013 08:06:15
SÓ ESPERO QUE ESSA PREFEITA FAÇA MESMO ALGUMA COISA PELA CIDADE DE MIRANDA, POIS SEMPRE VOU AI NESSA CIDADE E VEJO QUE AS RUAS CONTINUAM EMBURAÇADAS, CADA BURACO MAIOR QUE OUTRO, E UMA VERGONHA VER ESSA CIDADE TÃO LINDA NESSE ESTADO, VAMOS VER O QUE ELA VAI FAZER MESMO, ESPERO QUE QUANDO EU VOLTAR AI A CIDADE ESTEJA MAIS CUIDADA E MAIS LIMPA, POIS E UMA CIDADE TURISTICA. MARLENE FAÇA VALER OS VOTOS QUE VC RECEBEU, E CUIDE MELHOR DE MIRANDA, OK... MARILZA
 
marilza de o.vieira em 06/06/2013 22:03:29
Será que essa nova prefeita e esse secretario nabil, não sabe que a testemunha chave é o próprio joel, quem gravou o vídeo, é muito fácil falar agora que é vídeo editado ou que é apenas uma oferta de trabalho na campanha, explica isso para a justiça.
 
Santos Miranda em 06/06/2013 17:22:12
Se essa moda pega, então ficaremos sem nenhum político no poder. Essa prática, infelizmente, existe desde que a política existe. E a culpa é do povo, que aceita vale combustível para andar com adesivo, etc, etc, e se acham os espertos. A diferença é que antigamente não se tinham os famosos vídeos. Agora já está na hora de pararem com essas desculpas de vídeo editado, de perseguição política, montagem, etc, ninguém aguenta mais essa mentirada. Arrumem desculpas melhores, se é que é possível.
 
Rafael Santos em 06/06/2013 16:25:13
Que lamaçal essa política lá em Miranda! A candidata eleita nas urnas foi cassada por abuso de poder econômico, e a atual comete o mesmo crime!! Vergonhosa essa nossa classe política!!
 
MARCELLO MENDES DE SOUZA em 06/06/2013 16:04:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions