ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 31º

Política

Vítima de atentado misterioso, deputado promete verba da União à PF de MS

PF investiga caso há sete meses e até agora não apresentou resultado sobre suposta tentativa de assassinato de Loester

Por MS em Brasília | 17/09/2020 14:40
Deputado Loester de Souza e o superintendente da PF em MS, Marcelo Botelho (direita) e o delegado Fenando Rocha (direita). (Foto: Reprodução)
Deputado Loester de Souza e o superintendente da PF em MS, Marcelo Botelho (direita) e o delegado Fenando Rocha (direita). (Foto: Reprodução)

O deputado federal Loester de Souza (PSL-MS) anunciou nesta quinta-feira (17) que se reuniu com o superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, Marcelo Botelho, e com o delegado Fernando Rocha.

De acordo com postagem feita em suas redes sociais, Loester teria prometido recursos do Orçamento da União para a construção das delegacias do órgão em Corumbá e Ponta Porã.

Na postagem, paga para alcançar maior número de pessoas, o deputado aparece em foto ao lado dos diretores da PF no Estado, órgão que investiga há sete meses o suposto atentado a que o peselista teria sido vítima, em 16 de fevereiro deste ano.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Parlamentar e assessor tiveram o veículo Toyota Corolla em que viajavam de Campo Grande para Sidrôlandia atingido por vários disparos de arma de grosso calibre. Ninguém ficou ferido.

Nesse período, a PF não conseguiu encontrar evidências de autoria da suposta tentativa de assassinato do deputado e não descarta nenhuma hipótese.

Procurada várias vezes para se posicionar sobre as investigações, a Superintendência em Mato Grosso do Sul prestou informações parecidas de que “os trabalhos estão sendo conduzidos por equipes especializadas e que o caso é prioridade da instituição”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário