A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/12/2013 15:10

Leitor fica quase 2 horas em fila de banco e cobra cumprimento de lei

Lidiane Kober

O assessor parlamentar Marcelo Freitas Estrela, 40 anos, ficou, nesta segunda-feira (2), quase duas horas a espera de atendimento no Banco do Brasil, da Avenida Mato Grosso, e cobrou o cumprimento da Lei 4.303, de 5 de julho de 2005. Pela norma, o cliente deve perder no máximo 25 minutos na fila.

Marcelo pegou a senha de atendimento A30, às 13h13 e, às 14h30, ainda havia quatro pessoas a sua frente. “O banco tem seis mesas de atendimento, mas só três estão funcionando, mesmo com a agência lotada”, relatou ao Campo Grande News. Segundo ele, o problema é frequente na agência. “Dá última vez que vim aqui esperei 45 minutos para ser atendido”, lembrou.

Inconformado com a demora, ele ligou várias vezes para o Procon, mas não conseguiu fazer a denúncia. “Chama, chama e ninguém atende”, contou. “Para fazer valer a lei, só mesmo com um ponto de fiscalização nas agências”, completou.

De acordo com a norma, em dias comuns, a espera não pode ultrapassar a 15 minutos. Em período de pagamento dos servidores municipais, estaduais e federais, o banco tem 20 minutos para atender os clientes e, em dias de véspera ou pós-feriados prolongados, a espera precisa ser de no máximo de 25 minutos.

Questionada por Marcelo sobre a necessidade de cumprir a lei, a gerente da agência da Avenida Mato Grosso alegou que a regra valeria apenas para os caixas. Procurado pela reportagem, a superintendência do Banco do Brasil deu razão ao cliente e confirmou que a norma vale para todos os tipos de atendimento.

“Em dia de pagamento dos servidores estaduais a demanda é muito grande”, ponderou Moisés Alexandre de Queiroz, da superintendência do banco. “Fazemos de tudo para cumprir a lei, mas casos isolados acontecem”, admitiu. “Vou verificar agora o que está acontecendo na agência para resolver o problema”, finalizou.



OS FUNCIONARIOS DO BBRASIL E DA CAIXA ECONOMICA FEDERAL, SENTEM-SE INTOCAVEIS, DONOS DA SITUAÇÃO E INDISPENSAVEIS. ENQUANTO ELES FOREM CONSIDERADOS ASSIM, E NAO SIMPLESMENTE UM SERVIDOR DA POPULAÇÃO, DIMINUIREM A ARROGANCIA, NADA MUDA, A NAO SER LEIS SEVERAS.
OUTRA SITUAÇÃO É A FALTA DE FUNCIONARIOS E SEM EXPLICAÇÕES. PRA ABRIR UMA CONTA, EMORA 4 A 7 DIAS, ACREDITEM. É UMA VERGONHA. UM DESRESPEITO. QUEREMOS PRIVATIZAÇÕES, ACABAR COM A SOBERANIA DOS BANCOS FEDERAIS,
 
LUCIANO MARQUES em 02/12/2013 17:01:08
Não vai melhorar pelo seguinte:
1 voce vai ao banco e fica duas horas na fila, indignado voce procura o procon.
2 no procon voce demora tres horas para ser atendido.
3 o procon multa o banco
4 o banco recorre
5 o banco perde e paga a multa
6 a multa fica com o governo
ou seja voce teve um trabalho danado para outro ficar com a multa. por isso ninguem denuncia
 
Alex andré de souza em 02/12/2013 16:50:23
Este banco não se preocupa com os brasileiros mais pobres, somente funcionários públicos e fazendeiros, uma vergonha. A única forma de tentarmos melhorar isso é um boicote generalizado. O BB tem obrigação de ser o Banco dos Brasileiros, incluem-se também os mais pobres.
 
Carlos Magno em 02/12/2013 16:38:15
O BANCO DO BRASIL, por meio de seu representante MENTE quando diz que trata-se de uma caso isolado. Todos que vamos a qualquer banco sabemos que a LEI (como tantas outras no Brasil) é FRANCAMENTE desrespeitada. Eu consigo atendimento DIGNO na base da RECLAMAÇÃO ou ligando pra ouvidoria. Os funcionários em sua maioria não tem culpa, trata-se uma política decisória das empresas bancárias no Brasil. Banco no nosso país lucra MILHÕES para nos fazer de idiotas e nós aceitamos bovinamente.
 
ANDRE SALGADO em 02/12/2013 16:06:03
Casos isolados? Coisa mais rara é vc ficar só 15 minutos em uma fila de banco!
 
William Vilela em 02/12/2013 15:32:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions