A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/05/2012 10:38

Leitora reclama de mato alto em calçada ao redor de escola

Mariana Lopes

Ela cobra mais consciência por parte do responsável pelo terreno e mais fiscalização da Prefeitura

Leitora denuncia falta de espaço para andar na calçado que fica nos fundos da escola (Foto: Marcileia Aparecida Monteiro dos Santos)Leitora denuncia falta de espaço para andar na calçado que fica nos fundos da escola (Foto: Marcileia Aparecida Monteiro dos Santos)

O mato ao redor da escola da Funlec Maria Lago Barcelos, no bairro Nova Bahia, provocou revolta na leitora do Campo Grande News Marcileia Aparecida Monteiro dos Santos.

Cobrando mais consciência por parte do responsável pelo terreno e mais fiscalização da Prefeitura para não deixar esse tipo de problema continuar atrapalhando o tráfego dos alunos e pedestres, ela se baseou na Lei para fazer a cobrança e até cita o artigo 18-A da Lei nº 2.909, de 28 de julho de 1992, que diz:

"Art. 18-A. Os proprietários dos imóveis lindeiros a via e logradouros públicos, são obrigados a mantê-los limpos, capinados e drenados.

“A lei existe em Campo Grande, mas está praticamente ignorada pelos moradores, escolas e comerciantes”, pontua Marcileia.

A leitora conta que no entorno da escola, o mato toma conta de toda a calçada. “As mães têm que colocar a vida dos seus filhos em risco, andando no meio da rua com o tumultuo no trânsito de entrada e saída da aula”, diz a leitora.

Outro problema apontado por Marcileia é uma companhia de Turismo que, segundo ela, mesmo tendo garagem própria, os funcionários lavam seus ônibus no meio da rua. “Isso prejudica ainda mais o tráfego dos carros e também a passagem das mães com crianças”, observa.

Ela lembra, ainda, que a água com sabão que é usada para lavar os veículos danifica o asfalto. “Nós mães gostaríamos que a Prefeitura fizesse com que a lei tivesse validade para todos, não somente para os menos afortunados”, diz.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, a denúncia sobre terrenos ou calçadas privadas com mato ou sujeira, pode ser feito na Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), pelo telefone 3314-3151.

Com a denúncia, o proprietário é notificado e recebe o prazo de para fazer a limpeza do local. Caso não cumpra o prazo, o responsável recebe multa, que varia de R$ 1.542,70 a R$ 6.170, conforme gravidade e incidência. A prefeitura não se responsabiliza em limpar área privada.

A diretoria da Fundação da Funlec assumiu a responsabilidade e se comprometeu em fazer a limpeza no entorno do colégio no prazo de 48 horas.



Parabéns a leitora Marcileia Aparecida e ao Campo Grande News pela prestação de serviço a comunidade, gostaria que vocês visitassem um terreno baldio que fica ao lado da creche do Nova Lima (Jerônimo de Albuquerque 2200), talvez com a divulgação o dono faça a limpeza e a construção da calçada, (exigidos por lei) melhorando a segurança e facilitando o ir e vir das crianças e pais. Obrigado.
 
Jose Silva em 21/05/2012 12:24:54
eu moro no bairro novo pernanbuco proximo ao ceinf novos estados e aqui nao ta diferente o mata ta tomando conta em volta do ceinf, as pesssoas estao jogando troncos de poda de arvore na beira da calçada. Agora a prefeitura tem que dar um jeito ja que é um patrimonio do municipio e nao privado . se possivel peço ao campo grande news que faça um materia sobre esse problema desde ja agradeço.
 
SILVANIA DE DEUS em 21/05/2012 02:58:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions