A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

24/04/2017 15:56

Aplicativo mostra erros e acertos para garantir qualidade máxima da carne

Ricardo Campos Jr.
Na tela da esquerda, aplicativo mostra resumo dos tributos e bonificações e à direita, diagnóstico da produção com erros e acertos do produtor (Foto: divulgação)Na tela da esquerda, aplicativo mostra resumo dos tributos e bonificações e à direita, diagnóstico da produção com erros e acertos do produtor (Foto: divulgação)

O aplicativo de celular que simula a bonificação do ICMS dentro do programa Novilho Precoce já está disponível para download. O produtor saberá o quanto está deixando de ganhar por animal abatido pela desuniformidade dos lotes e lacunas no sistema de produção que, se corrigidos, aumentarão a qualidade do produto e o retorno financeiro.

Criado pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) em parceria com o Governo do Estado, a plataforma Proape tem o objetivo de ajudar a inserir no mercado uma carne com o mais alto padrão de qualidade.

O recurso está disponível para download na Apple Store ou Play Store. Uma vez instalado, basta abri-lo para inserir o valor da arroba, sexo do animal, peso médio do lote, tratamento, dentição para obter as estimativas.

“Basta enquadrar o animal em um dos 18 tipos de novilho precoce definidos no novo programa”, pontua, afirma o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Cada categoria tem um percentual diferente de desconto sobre o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Ao clicar em “Executar simulação”, a tela mostra o valor do tributo e faz um diagnóstico da produção, que permite aplicação de diferentes técnicas para o melhorar o acabamento dos animais gerando ainda mais renda.

Aplicativo ajuda a produzir carne com melhor qualidade possível (Foto: divulgação)Aplicativo ajuda a produzir carne com melhor qualidade possível (Foto: divulgação)

Mudanças – O aplicativo faz parte de uma série de novidades implementadas pelo Executivo no programa. Antigamente, programa bonificava produtores dentro dos frigoríficos, que recebiam a mais por arrobas de animais dentro dos padrões de qualidade. Após serem encontrados falhas e fraudes no processo, o governo extinguiu o antigo e criou um novo modelo, apresentado hoje.

Para participar, o produtor rural precisa estar credenciado no programa, estar com o Cadastro Ambiental Rural em dia, credenciar o rebanho e por um aplicativo de celular fazer uma simulação do produto. A plataforma digital pede informações como valor da arroba, sexo do animal, peso médio do lote, tratamento e dentição para fornecer os dados de ICMS a recolher.

Passada a primeira etapa, o produtor deve levar os animais para vistoria em três frigoríficos credenciados. Conforme os dados de qualidade do animal, pode receber até 67% de redução de ICMS a ser pago pela venda. Segundo o secretário, existem 18 tipos de novilho precoce e o programa vai definir qual o percentual de desconto.

O produto entregue pelo pecuarista será avaliado em três elementos: animal, lote e o processo produtivo. O último dividido em quatro, sendo boas práticas agropecuárias (ambiental, sanitária e trabalhista), identificação individual de animais e adoção de tecnologias em prol da sustentabilidade e associativismo.

O governo trabalha com a meta para esse ano de abater 80 mil cabeças dentro do programa e para isso, deve credencial mais frigoríficos. O incentivo dado corresponde 70% a qualidade da carne e 30% em relação as boas praticas feitas dentro da propriedade, como sustentabilidade e manejo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions