A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

09/03/2017 10:08

Produção de milho safrinha deve crescer 42% em MS, estima IBGE

Elci Holsback
Safra deve registrar colheita de 8,4 milhões de toneladas (Foto: Elci Holsback)Safra deve registrar colheita de 8,4 milhões de toneladas (Foto: Elci Holsback)

O milho segunda safra, também chamada de safrinha, deve registrar aumento de 42% na produção, comparada à safra de 2016, em Mato Grosso do Sul, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgado nesta quinta-feira (9). 

A safra deve registrar colheita de 8,4 milhões de toneladas, contra cerca de 6 milhões te toneladas da safra anterior. A área plantada também registra aumento, passando de 665.800 ha para 675.562 ha.

Em nível nacional, a estimativa do grão egue em elevação, alcançando em fevereiro um volume esperado de 88.458.923 toneladas, aumento de 0,5% em relação ao mês anterior. Tanto a produção de milho de 1ª safra quanto a de 2ª safra colaboraram para a elevação do volume previsto para 2017.

Soja - A oleaginosa deve registrar aumento de produção em 6,5%, que deve atingir 8.262 milhões de toneladas, considerado novo recorde no Estado. Com o andamento da colheita e a manutenção das boas condições climáticas, a produtividade das lavouras de Mato Grosso do Sul foi elevada em 5,9% este mês. 

Nacionalmente o panorama segue positivo, com a colheita adiantada nos principais estados produtores, a expectativa de safra recorde em 2017 está mantida e segue em crescimento, com uma produção estimada em 108.404 milhões de toneladas toneladas no Brasil, valor 1,3% superior ao divulgado em janeiro, o que representou um crescimento de 1.365.383 toneladas. Isso se deve as boas condições climáticas neste início de ano, que favoreceram o desenvolvimento das lavouras e, conseqüentemente, elevou em 1,1% o rendimento médio.

Ainda de acordo com a estimativa para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas, estão previstos  224,2 milhões de toneladas, 21,8% superior à safra obtida em 2016 184,0 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida é de 60,3 milhões de hectares, apresentando acréscimo de 5,7% frente à área colhida em 2016, que foi de 57,1 milhões de hectares. 

Conab - Segundo o 5º levantamento da safra brasileira de grãos divulgados pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), também nesta quinta-feira, em Mato Grosso do Sul, a estimativa de área de milho a ser colhida está estimada em 28 mil hectares, 75% superior à safra passada. O incremento de área ocorreu pelo pouco estoque do produto no mercado estadual, bem como pela boa expectativa de preços do cereal na presente safra de verão.

Ainda segundo levantamento, a soja no Estado registrou perdas pontuais devido as chuvas intensas na primeira quinzena de fevereiro, que atrasaram a colheita, especialmente na região oeste de Mato Grosso do Sul, cujas áreas tiveram algumas perdas de produtividade e qualidade. 

Mas a estimativa de produtividade é positiva, com rendimento médio de 3.235 kg/ha, desempenho 13,6% superior aos 2.848 kg/ha registrados na safra passada. Em relação à área plantada, a pesquisa registrou incremento de 1,3% na lavoura estadual da soja, saindo de 9.140 mil hectares na safra 2015/16, para 9.259 mil hectares na atual. Portanto, maior área e maior produtividade da oleaginosa, projetam uma produção recorde de 29.952,9 mil toneladas de soja na safra 2016/17, volume 15,1% superior aos produzidos na safra 2015/16.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions