A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/01/2015 08:10

Produtores começam colheita de soja sem armazéns para 42% da produção

Caroline Maldonado
Ficarão sem estocagem 5,8 milhões de toneladas de milho e soja da safra 2014/2015, (Foto: Marcos Ermínio)Ficarão sem estocagem 5,8 milhões de toneladas de milho e soja da safra 2014/2015, (Foto: Marcos Ermínio)

A colheita de soja começou e os agricultores de Mato Grosso do Sul não têm locais para armazenar 42% da produção de grãos, que está estimada em 13,8 milhões de toneladas, segundo levantamento feito pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Ficarão sem estocagem 5,8 milhões de toneladas de milho e soja da safra 2014/2015, enquanto o ideal seria que a capacidade de armazenamento fosse 20% acima do volume colhido, segundo o instrutor do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) Paulo Mitio.

Em todo o país, a situação é semelhante e os armazéns devem comportar apenas 47% da safra 2014/2015 de grãos. Isso dificulta a comercialização, pois os produtores têm menos tempo para negociar e não podem esperar bons preços para fechar contratos. “Não é apenas plantar, tratar de pragas e doenças, cuidar do solo e colher. É preciso armazenar de forma correta e capacitar profissionais para esse tipo de trabalho”, detalha o instrutor.

Há três opções de armazenagem, a física, em silos graneleiros ou em temporários. O silo físico permite o acompanhamento, podem ser medidas a quantidade de impurezas, umidade e temperatura, o que garante a qualidade da produção.

Os agricultores recorrerem a cooperativas e empresas de armazenamento, mas não há nada como ter o próprio armazém. “Isso vai depender muito da área plantada, ou seja, de quanto ele vai colher. Vale a pena ressaltar que quando o produtor tem uma unidade de armazenamento em sua propriedade, o processo de comercialização é mais rápido”, comenta o técnico sobre as vantagens do investimento.

De acordo com Paulo, novos armazéns públicos e privados estão em construção, o que pode mudar o panorama em alguns anos, segundo Paulo. Portanto, o Senar oferece, entre os dias 20 e 23 de janeiro, em Dourados o curso de armazenagem de grãos de soja e milho.

O curso será ministrado em uma propriedade rural, com os temas segurança no trabalho, recepção, descarga e secagem do produto, expedição e gerenciamento de qualidade. O curso tem dez vagas e carga horária de 32 horas. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.senarms.org.br ou pelo 3320-9700.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions