A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

02/08/2018 16:33

Reinaldo vistoria TVE e diz que sistema digital abre novo canal de educação

Transição para o digital é resultado de doações e parcerias com a iniciativa privada, envolvendo a instalação de transmissores digitais na Capital e Dourados e a instalação de 60 antenas receptoras pelo Estado

Gabriel Neris
Governador Reinaldo Azambuja, de camisa azul clara, visitou emissora nesta quinta-feira (Foto: Divulgação)Governador Reinaldo Azambuja, de camisa azul clara, visitou emissora nesta quinta-feira (Foto: Divulgação)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) realizou vistoria técnica na TVE Cultura, em Campo Grande, nesta quinta-feira (2). A emissora está em fase de finalização dos equipamentos que vão garantir a migração do sistema analógico para o digital.

A mudança também abrirá caminho para transformar a emissora de TV em um novo canal de Educação à Distância, a exemplo do que faz a TV Cultura com a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo).

A transição para o digital é resultado de doações e parcerias com a iniciativa privada, envolvendo a instalação de transmissores digitais na Capital e Dourados e a instalação de 60 antenas receptoras pelo Estado. Doze delas foram entregues pela Claro/Embratel e já estão na sede da Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul).

A migração terá início no dia 14 de agosto em Campo Grande, Terenos e na Grande Dourados. “Isso mostra a importância de parcerias pois, sozinho, dificilmente se faz algo. Com parceiros, vêm a evolução. Sair do sistema analógico para o digital não só vai universalizar o acesso à produção da TVE Cultura, como impõe a manutenção e melhoria da qualidade da programação. Além disso, abre a possibilidade de criarmos um novo canal de educação usando a TV, ajudando na formação e qualificação de profissionais por meio de multiprogramação”, disse o governador.

O sinal da TVE Cultura passará a ser transmitido pelo satélite StarCom C2, usado pelas principais redes do país, como a TV Globo. “Isso vai levar o sinal da TVE Cultura para 24 milhões de lares, ou cerca de 70 milhões de pessoas. Cultura, produção jornalística, arte e, agora, a possibilidade de veicular uma ação educacional de longo alcance”, destacou Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions