A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019


11/03/2019 09:16

Buraco das Araras é aventura e contemplação entre Jardim e Bonito

Veja as recomendações e não esqueça nada do que for essencial para que sua visita seja inesquecível

Paulo Nonato de Souza
As aves desfilam beleza nos paredões do buraco, onde são o centro das atenções dos turistas (Foto: Buraco das Araras/Divulgação)As aves desfilam beleza nos paredões do buraco, onde são o centro das atenções dos turistas (Foto: Buraco das Araras/Divulgação)

Buraco das Araras! Como o próprio nome diz, o gigantesco buraco de 100 metros de profundidade, 160 de diâmetro e 500 de circunferência, localizado na Fazenda Alegria, distante 28 km de Jardim e a 54 km de Bonito, na região sudoeste de Mato Grosso do Sul, é uma espécie de refúgio de vida silvestre criado pela própria natureza. É onde essas aves são protagonistas, o centro das atenções de turistas brasileiros e de várias partes do mundo que o ano inteiro vão até lá por alguns momentos de contemplação da beleza do espetáculo que elas proporcionam.

Pelo menos 20% dos visitantes regulares são estrangeiros vindos de várias partes do mundo, diz o relatório do sistema de Observação e Fotografia de Aves, criado há dois anos pelo receptivo Buraco das Araras, uma base física de atendimento aos turistas com Wifi, banheiros, redário (um espaço para relaxar, dormir ou ler um livro) e lojas que aceitam cartões de débito e crédito. Segundo o estudo, diariamente tem gente querendo fazer o “passeio inesquecível”.

Mas é bom ter a consciência de que a conservação do ambiente natural é parte importante na programação. Os passeios são feitos com o acompanhamento de monitor em grupos de no máximo dez pessoas por vez, e antes da partida todos recebem instruções básicas sobre as regras que devem seguir durante o percurso de acesso e também no Buraco das Araras.

O Buraco das Araras, em Jardim, fica na Fazenda Alegria, e já foi chamado de “Cemitério ao Ar Livre” (Foto: umviajante.com.br)O Buraco das Araras, em Jardim, fica na Fazenda Alegria, e já foi chamado de “Cemitério ao Ar Livre” (Foto: umviajante.com.br)
Plataformas com vista privilegiada dos turistas ao Buraco das Araras (Foto: Site buracodasararas.com.br)Plataformas com vista privilegiada dos turistas ao Buraco das Araras (Foto: Site buracodasararas.com.br)

COMO CHEGAR - Jardim e Bonito fazem parte do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, uma unidade de conservação criada em 2000 pelo Governo Federal, e apenas 70 km separam os dois municípios. Por isso, mesmo estando hospedado em Bonito você não terá dificuldade para programar seu passeio ao Buraco das Araras em qualquer uma das agências de turismo da cidade ao preço de R$ 78 por pessoa. São 54 km pelas rodovias MS-178 (sentido Porto Murtinho) e BR-267 (sentido Jardim).

Se você estiver hospedado em Jardim, o caminho é um pouco mais curto. São 29 km pela BR-267. Partindo de Campo Grande, são sois caminhos que levam até a cidade de Jardim: Via Aquidauana (280 km pela BR-262) ou via Sidrolândia (233 km pela BR-060), mais o trecho de acesso ao Buraco das Araras.

Logo que chegar ao estacionamento do receptivo, a 400 metros do famoso buraco, o visitante já consegue ver todo um cenário de beleza com as características da fauna e da flora do cerrado. Em seguida, depois das recomendações do monitor, são mais 970 metros de uma trilha ecológica até chegar nas plataformas construídas especialmente para que os turistas tenham vista privilegiada do Buraco das Araras.

Receptivo do Buraco das Araras tem Wifi, loja, banheiros e redário (Foto: Site buracodasararas.com.br)Receptivo do Buraco das Araras tem Wifi, loja, banheiros e redário (Foto: Site buracodasararas.com.br)

QUANDO VISITAR - No período de reprodução, de maio a dezembro, as araras permanecem no buraco durante o dia todo. De janeiro a abril, período em que os filhotes já estão voando, elas saem no meio da tarde e retornam quase ao anoitecer.

“Se a viagem acontecer entre abril e outubro, as cores podem ser outras. Pode ser que o branco também esteja presente na paisagem seca, mas não menos bela, assim como está também na face da arara, nas flores da guavira, na polpa do araticum. Para onde se olhar, é vermelho, verde, branco. Mas também azul, rosa, amarelo e todas as cores que a natureza pintou ao desenhar um lugar tão especial que convida o tempo inteiro à contemplação”, diz o texto de um convite no site oficial https://www.buracodasararas.com.br

Os horários da manhã são muito bons para se ver araras e outros pássaros, recomendam os guias locais. Conforme a programação enviada pelo receptivo ao Campo Grande News, a visita ao Buraco das Araras começa às 7h da manhã com a opção de day-use ou meio período.

O QUE LEVAR NO PASSEIO – De acordo com o receptivo do Buraco das Araras, além da consciência ecológica, da câmera fotográfica, binóculo, filmadora ou do celular carregado para os registros de imagens memoráveis, o passeio requer dos visitantes alguns cuidados considerados fundamentais:

- Ir com roupas leves e confortáveis,
- Usar tênis ou sandália fechada,
- Usar boné ou chapéu,
- Usar filtro solar e repelente,
- Levar água mineral.

HISTÓRIA – De acordo com levantamento histórico da Fundação Boticário, descoberto em 1912 por peões da então Fazenda Costa Rica, enquanto faziam o manejo do gado, o Buraco das Araras já teve o sinistro nome de “Cemitério ao Ar Livre”, numa época em que pistoleiros contratados eliminavam desafetos dos seus contratantes e usavam o buraco para desaparecer com os corpos.

A mudança começou em 1986, quando a área passou a ter um novo proprietário, o fazendeiro Modesto Sampaio, e ganhou o nome de Fazenda Alegria. A recuperação da fauna e da flora no local, e a construção da imagem positiva que o passeio ostenta, começou em 1996, com um plano de manejo que incluiu até a reintrodução de casais de araras-vermelhas para atrair a volta de araras que haviam abandonado o buraco.

Em 11 se abril de 2007, o Buraco das Araras tornou-se Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), um compromisso de conservação e respeito perpetuo ao meio ambiente em toda a sua extensão de 29 hectares.

Casal de araras, a fidelidade é uma marca no mundo dessas aves (Foto: Buraco das Araras/Divulgação)Casal de araras, a fidelidade é uma marca no mundo dessas aves (Foto: Buraco das Araras/Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.