A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019


08/08/2019 07:11

Dicas de viagens para você comemorar o Dia dos Pais em grande estilo

Para pais, filhos e filhas, as opções para fortalecer os laços são as mais variadas, sem precisar sair de Mato Grosso do Sul

Paulo Nonato de Souza
Sugestão de mergulho no Rio da Prata, comemoração diferente e em grande estilo em Jardim (Foto: Daniel de Granville)Sugestão de mergulho no Rio da Prata, comemoração diferente e em grande estilo em Jardim (Foto: Daniel de Granville)

O Dia dos Pais já é no próximo final de semana. Está chegando o segundo domingo de agosto, o dia especial de homenagens, demonstração de amor e agradecimentos de filhos e filhas, mas nem só de presentes, beijos e abraços vivem os papais.

A data também sugere comemoração em grande estilo. Se a sua programação ainda não está fechada, e a intenção é fazer algo diferente, como curtir a natureza ou praticar algum esporte de aventura, listamos cinco dicas de atividades que podem ser realizadas em família aqui mesmo em Mato Grosso do Sul.

Veja abaixo algumas dicas para fortalecer a relação dos pais e filhos que gostam de adrenalina:

1 - Os desafios do Abismo Anhumas em Bonito:

Abismo Anhumas, distante 23 km do centro da cidade de Bonito, é uma aventura e tanto (Foto: Marcio Cabral/Abismo Anhumas)Abismo Anhumas, distante 23 km do centro da cidade de Bonito, é uma aventura e tanto (Foto: Marcio Cabral/Abismo Anhumas)

Leve seu pai para conhecer o Abismo Anhumas, uma criação da natureza, distante 23 km do centro de Bonito, mas esteja preparado também para investir R$ 1.120,00 por pessoa.

O desafio a seguir será a descida de rapel de uma altura de 72 metros, algo comparado a um prédio de 26 andares, por uma fenda na rocha de uma imensa caverna que abriga um lago de 80 metros de profundidade e dezenas de formações calcárias.

No preço do passeio estão incluídos todos os equipamentos considerados essenciais: capacete com touca higiênica, colete salva-vida, lanterna, roupa de neoprene, sapato de flutuação, máscara, snorkel, nadadeiras, matérias de primeiros socorros, além do treinamento de rapel, acompanhamento de guia e seguro contra acidentes.

O passeio não inclui serviço de transporte. O translado para o Abismo Anhumas é por conta do turista, ou seja, de carro próprio, taxi ou alugar uma van se estiver em grupo. O acesso é pela rodovia MS-382, que liga Bonito a Porto Murtinho, caminho também para a Gruta Lago Azul e Gruta São Miguel, dois atrativos na lista dos mais procurados pelos turistas em Bonito.

2 - Monumentos, cachoeiras e travessia do Rio Paraguai:

A balsa usada para a travessia do Rio Paraguai é um dos atrativos entre Porto Murtinho e o lado paraguaio (Foto: Marcos Medeiros)A balsa usada para a travessia do Rio Paraguai é um dos atrativos entre Porto Murtinho e o lado paraguaio (Foto: Marcos Medeiros)

Localizado no chamado Baixo Pantanal, às margens do Rio Paraguai, Porto Murtinho é uma opção interessante. Fica na fronteira com o Paraguai, distante 440 km de Campo Grande pelas rodovias BR-060 e BR-267. A cidade tem vários atrativos urbanos e na área rural.

Na cidade, um dos lugares que chamam a atenção é a Praça dos Tuiuiús, um verdadeiro centro de monumentos. Um deles é o Monumento ao Chalaneiro, uma embarcação com as figuras de três pessoas, uma delas, uma mulher em pé e remando, que homenageia a chalana, muito usada ainda hoje no transporte de uma margem a outra no Rio Paraguai.

Outro atrativo é a travessia do Rio Paraguai, de barco ou de chalana, para visitar Carmelo Peralta, Fuerte Olimpo ou Isla Margarita, um centro de compras de produtos importados que fica de frente para Porto Murtinho.

Agora, se você curte cachoeiras, então com certeza irá gostar das Cachoeiras do Rio Aquidaban, na Fazenda Baía das Garças, uma das mais antigas propriedades rurais de Porto Murtinho. Em uma mesma região são 11 cachoeiras com alturas das mais variadas, a menor tem 5 metros e maior 120 metros, uma das mais altas quedas de água de Mato Grosso do Sul.

3 - Dia de trilheiro, boa opção para pais e filhos:

Trilha em meio a natureza é outra boa opção de esporte de aventura para realizar em família (Foto: Leandro Verruch)Trilha em meio a natureza é outra boa opção de esporte de aventura para realizar em família (Foto: Leandro Verruch)

O turismo de natureza com sua diversidade de opções, como rapel, rafting, escalada, cavalgadas e trilhas segue cada vez mais em alta em Mato Grosso do Sul. É o contato direto com o meio ambiente, momento de observar e fotografar diferentes tipos de paisagens, incluindo rios, cachoeiras, cavernas, piscinas naturais, aves e mamíferos, enquanto pratica exercício físico ao ar livre.

Nas trilhas, algumas de nível fácil, outras difíceis, você e seu pai terão a oportunidade de curtir a harmonia com a natureza em caminhadas por lugares incríveis em áreas urbanas ou rurais. Veja abaixo sete dicas de trilhas para você curtir em família:

Campo Grande:

Trilha da Usina – Tem 5 km de extensão com quatro cachoeiras, escalada e travessia do Córrego Ceroula pelo caminho. O lugar abriga o que ainda resta da primeira usina hidrelétrica da Capital.

Inferninho – O local possui uma bela cachoeira com cerca de 30 metros de altura utilizada para a prática de rapel. É aberto à visitação, mas não se surpreenda com a falta de infraestrutura.

Morro do Ernesto – Na Fazenda Córrego Limpo, propriedade privada a 20 km do centro de Campo Grande, a trilha tem percurso de 8 km num roteiro com uma cachoeira de quatro metros e duas corredeiras. O acesso é pela rodovia MS-080, saída para Rochedo. Há uma taxa de R$ 10 por pessoa para fazer a caminhada.

Sidrolândia:

Trilha Furna da Conquista – Distante 40 km de Campo Grande e a 20 km de Sidrolândia, a trilha tem o trajeto é de 4,5 km em meio de mata nativa. O passeio passa por uma cachoeira de dois metros e duas corredeiras. Fica na fazenda Conquista e tem grau de dificuldade considerado fácil. No trajeto três cachoeiras, uma nascente e um mirante onde é possível ter uma vista privilegiada do lugar.

São Gabriel do Oeste:

Trilha do Los Pagos – Com uma cachoeira de 70 metros em propriedade particular, tem fácil acesso e é um dos pontos turísticos mais visitados do município, distante 144 km de Campo Grande. Fica em uma região a 15 km do centro de São Gabriel com muitas riquezas naturais, como a nascente do Rio Aquidauana e cachoeiras.

Aquidauana:

Trilha dos Mirantes – Com 2,8 km, fica em uma propriedade rural, a Chácara dos Mirantes, no distrito de Piraputanga, distante 119 km de Campo Grande.

Morro do Paxixi – Também em Piraputanga, a trilha que pode ser feita de moto, a pé ou de bike tem acesso pela Estrada Parque de Piraputanga. Conhecida como trilha do pôr do sol do Paxixi, é uma verdadeira aventura ecológica.

4 - Aventuras e integração com a vida rural em Miranda:

Araras azuis reforçam o colorido na paisagem do Refúgio Ecológico Caiaman, em Miranda (Foto: Refúgio Ecológico Caiaman)Araras azuis reforçam o colorido na paisagem do Refúgio Ecológico Caiaman, em Miranda (Foto: Refúgio Ecológico Caiaman)

Distante 207 km de Campo Grande seguindo pela rodovia BR-262, Miranda é o lugar certo para viver aventuras em meio a natureza. Com nome de rio, o município é uma das mais antigas localidades sul-mato-grossenses, fundado em 1778, e conhecida como Portal do Pantanal por ter parte da sua área urbana inserida em território pantaneiro.

Com 25 mil habitantes, Miranda tem no turismo rural uma de suas principais referências econômicas. No município há uma abundância de fazendas turísticas como opções na hora de fazer a sua escolha, como a Fazenda São Francisco e a Fazenda Caiaman, por exemplo, e todas abertas para visitação o ano inteiro.

São tantas ofertas que não deixam dúvida quanto ao predomínio do turismo rural, mas também há opções do que se ver na cidade, como o Centro Referencial da Cultura Terena, o Marco Histórico da Guerra do Paraguai, e as construções de arquitetura do início do Século 20, incluindo a Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo, inaugurada em 1931, e o prédio da Estação Ferroviária, de 1912.

Os pacotes normalmente incluem a gastronomia pantaneira, ou seja, a base de peixes da região (pintado, pacu e piraputanga) preparados com ingredientes locais. Mas não dúvida de que a carne bovina também estará no cardápio, afinal a pecuária é o forte da atividade rural no Pantanal.

Nos passeios na área rural, bom não esquecer de filtro solar, boné ou chapéu e repelente. Sobre o que usar, a dica é ir de calça jeans, camiseta ou blusa de tecido leve com calçado fechado, tênis ou botas. Outra recomendação dos guias no quesito indumentária sugere ao visitante evitar roupas de cores vibrantes (amarelo, azul ou laranja) para não espantar as aves.

5 – Mergulho com cilindro a uma profundidade de 7 metros:

Mergulho com cilindro no Rio da Prata na Fazenda Cabeceira do Prata, a 36 km do centro de Jardim (Foto: Grupo Rio da Prata)Mergulho com cilindro no Rio da Prata na Fazenda Cabeceira do Prata, a 36 km do centro de Jardim (Foto: Grupo Rio da Prata)

Mergulhar com cilindro de ar cumprimento no Rio da Prata, em Jardim, a 237 km de Campo Grande, é uma opção de diversão diferente para o seu pai, mesmo que ele já seja um mergulhador. Se nunca mergulhou com certeza irá sentir uma emoção que jamais sentiu.

O cenário é perfeito em um dos principais polos do turismo de natureza do Brasil. Mergulhar nas águas azuis do Rio da Prata em uma profundidade entre 5 e 7 metros é como voar sobre o fundo do rio na companhia de variadas espécies de peixes e plantas aquáticas.

Os encantos do lugar já começam pelas águas transparentes na área do deque de onde você inicia o mergulho com cilindro, na Fazenda Cabeceira do Prata, a 36 km do centro de Jardim e a 50 km de Bonito. Estando na região, o acesso é pela rodovia Bonito/Jardim (MS-178) ou pela rodovia BR-267, Km 518. O passeio R$ 283 por pessoa com equipamentos e guia inclusos, e o agendamento do mergulho pode ser feito nas agências de turismo de Bonito e Jardim.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.