A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019


06/08/2019 12:10

Se vai para Lisboa, dê uma esticada até Cascais nem que seja no inverno

Cascais não é só praia e belas paisagens, é também cultura, casarões antigos, gastronomia e um mergulho na história

Paulo Nonato de Souza
Não há exagero em dizer que Cascais é inigualável, o lugar vale a pena conhecer (Foto: Divulgação)Não há exagero em dizer que Cascais é inigualável, o lugar vale a pena conhecer (Foto: Divulgação)

Cascais, na região costeira de Lisboa, em Portugal, é daqueles lugares no mundo que vale a pena conhecer, nem que seja por um dia ou por algumas horas. Com pouco mais de 200 mil habitantes, além de suas belezas naturais, a cidade é conhecida como a Riviera Portuguesa. Fundada em 1364, conserva ares de vilarejo, só que provida de uma estrutura turística privilegiada.

São apenas 31 km de Lisboa a Cascais. “Venha por uma razão. Fique por muitas”, diz a propaganda oficial do turismo de Cascais. E acrescenta: “Há quem venha pelos dias de sol, pelo horizonte a perder de vista, pela magnífica e inigualável costa, pelo parque natural e pela hospitalidade de quem cá vive. Há quem venha pela calma e tranquilidade, pelas esplanadas à beira-mar, pelos campos de golfe rodeados de natureza selvagem, pelos sabores do mar, pelas ondas e pelo vento, pelo surf e pela vela”.

Quem já conhece sabe que no texto não há nenhum exagero. Conheço Cascais desde o final da década de 1980, posso atestar que não faltam razões para conhecer o lugar que se orgulha da denominação de vila e se recusa a ser elevada à categoria de cidade, tanto que na bandeira o brasão traz a definição: “Vila de Cascais”.

As praias são muitas, 17 no total, e para todos os gostos. Só não se surpreenda, porque a água é gelada. As mais famosas, Carcavelos, São Pedro do Estoril e Guincho, redutos do surf, windsurf e kitesurf. Entre tantas opções de banho de mar, se você está a pé e dependente de transporte público para se locomover, então o caminho certo é a praia do Tamariz, bem em frente ao Casino Estoril, e próxima da estação de trem e de ônibus, que em Portugal eles chamam de comboio e autocarro.

Por falar em praia, nada mais a ver do que sol e calor. No entanto, em Cascais esses dois fatores fundamentais para quem gosta de banho de mar não são tão abundantes. O clima ameno prevalece quase o ano todo com temperatura média anual de 15 graus. Agosto é o mês mais quente, na casa de 20 graus, e janeiro o mês mais frio com média de 11 graus.

Mas Cascais não é só praias e belas paisagens. É também cultura, casarões antigos, gastronomia e um mergulho na história, especialmente para nós brasileiros por razões que todos conhecem. Foi o lugar escolhido pelo Rei de Portugal, Dom Luís I, como a sua casa de verão, e onde morreu em 19 de outubro de 1889 aos 50 anos de idade.

Caminhar por suas ruas estreitas é um privilégio. O ponto de chegada, ou de partida, pode ser o Largo 5 de Outubro, a área mais central de Cascais, e também uma bela referência. É o que no Brasil chamamos de “centrinho” quando queremos falar de um lugar repleto de lojas e bom para compras de lembranças e bugigangas, mas no caso da Vila de Cascais também é sinônimo de centro político e cultural.

Colada a Cascais fica a cidade de Sintra e lá também tem muitos atrativos, como o Palácio Nacional da Pena, no topo de uma montanha (Foto: Divulgação)Colada a Cascais fica a cidade de Sintra e lá também tem muitos atrativos, como o Palácio Nacional da Pena, no topo de uma montanha (Foto: Divulgação)

SAIBA MAIS SOBRE CASCAIS:

+ Se preferir ficar hospedado em Lisboa e optar por um bate e volta basta pegar o trem (comboio) na Estação Ferroviária Cais do Sodré, inaugurada em 4 de setembro de 1895, e tem Cascais como última parada. Aliás, Lisboa também é a última parada no sentido contrário. A passagem avulsa de ida e volta sai atualmente por € 4,30.

+ O primeiro trem parte às 5h30, mas a oferta de horário é grande e você não terá problemas. Único problema terá se chegar atrasado, porque o comboio, como eles, os portugueses, chamam o que nós conhecemos por trem, sai impreterivelmente no horário. O último trem parte a 1h da manhã.

+ Se você vai se hospedar em algum hotel de Cascais, ao desembarcar no Aeroporto da Portela, em Lisboa, poderá escolher entre alugar um carro, Shuttle (serviço de transfer coletivo) ou trem para o deslocamento.

+ Se optar pelo trem, o trajeto entre o aeroporto e a estação Cais do Sodré pode ser feito de taxi ou de metrô. Neste caso, você pega a Linha Verde do metrô, por € 1,40, faz baldeação na estação Alameda, se informa lá se tiver dúvida, e embarca sentido Cais do Sodré, de onde poderá partir para Cascais.

+ Em Cascais, vale lembrar que desde fevereiro de 2017 entrou em vigor uma taxa de turismo de 1 euro por noite, até o máximo de cinco diárias, podendo subir para 1,5 euro a partir da quinta diária.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.