ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 22º

Lugares por Onde Ando

Empresas de turismo já podem buscar auxílio emergencial

Por Paulo Nonato de Souza | 02/06/2020 07:09
Passeio em rios do Pantanal, um dos atrativos do turismo sul-mato-grossense na retonada do turismo após a pandemia (Foto: Divulgação)
Passeio em rios do Pantanal, um dos atrativos do turismo sul-mato-grossense na retonada do turismo após a pandemia (Foto: Divulgação)

Se você é empresário de turismo e ainda não fechou as portas, o socorro emergencial acaba de chegar, ainda que só uma parte. Quase um mês depois da publicação da Medida Provisória 963, dia 8 de maio, autorizando a destinação de R$ 5 bilhões para apoiar as empresas do setor  a enfrentar a pandemia do coronavírus, esta semana a primeira parcela de R$ 500 milhões do crédito extra começa a ser liberada pelo Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

É o que garante o Ministério do Turismo. Em nota, diz que “as empresas de turismo já podem ter acesso à primeira parcela dos R$ 5 bilhões destinados pelo Governo Federal ao Fungetur, disponibilizada nas 17 instituições financeiras credenciadas para os prestadores de serviços turísticos cadastrados no Cadastur (sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo)”.

A demora causou dúvidas entre proprietários de agências e de operadores de passeios de Mato Grosso do Sul. “Estou em contato há dias com meu gerente e ele informa que este recurso ainda não existe,  parece ser  somente discurso político.  A CEF (Caixa) então, nem se fala, não é possível nem contato com algum gerente”, reclamou Regina Matsubara, da Check-In Agência de Viagens, de Campo Grande, em mensagem de whatsapp enviada ao Campo Grande News.

De acordo com a Medida Provisória, 80% dos R$ 5 bilhões serão destinados para as micros, pequenas e médias empresas, e os outros 20% para as empresas de grande porte. O recurso poderá ser utilizado para capital de giro, mas, neste caso, a solicitação de empréstimo exige carência total de até 12 meses, taxa de juros de até 5% a.a. + INPC e prazo de amortização de até 30 meses.

Quem pode ter acesso ao crédito: Guias de turismo, empresas de acampamento turístico, agências de turismo, meios de hospedagem, parques temáticos, transportadora turística, casas de espetáculos e equipamentos de animação turística, centro de convenções, empreendimento de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva, empreendimento de entretenimento e lazer e parques aquáticos, locadora de veículos, organizadores de eventos, prestadores de serviços de infraestrutura de apoio a eventos, prestadores especializados em segmentos turísticos, além de restaurantes, cafeterias e bares.

A liberação se dará pelo CNPJ com uma única exceção: os guias de Turismo.  São mais de 20 mil guias em todo o País, segundo dados do Ministério do Turismo, que poderão ter acesso a empréstimo de até R$ 5 mil pelo CPF após avaliação e liberação das instituições financeiras. Para ter acesso a todas as informações sobre os bancos credenciados acesse o site oficial do Fungetur