ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 34º

Lugares por Onde Ando

Noites Brancas no verão russo, fica a dica de viagem para 2021

Por Paulo Nonato de Souza | 23/06/2020 07:12
A Ponte do Palácio abre caminho para o tráfego de navios sempre às 2h da manhã, é uma das atrações na madrugada de sol, e na Copa atraia multidões (Foto: Alex Florstein Fedorov)
A Ponte do Palácio abre caminho para o tráfego de navios sempre às 2h da manhã, é uma das atrações na madrugada de sol, e na Copa atraia multidões (Foto: Alex Florstein Fedorov)

As férias escolares neste meio de ano foram prejudicadas pela pandemia de coronavírus e quem costuma aproveitar o período para viajar ficou com a sensação de saudade da viagem inesquecível que não chegou a realizar. Se você é um desses, então tome nota de uma sugestão memorável para o verão russo de 2021: conhecer o fenômeno Noites Brancas, em São Petersburgo, que ocorre entre a segunda quinzena de junho e início de julho, quando os dias são longos e as noites curtas, por conta da proximidade da cidade em relação ao Círculo Polar Ártico.

No verão do hemisfério Norte há uma inclinação do eixo da Terra e os raios solares atingem a região com mais força do que no hemisfério Sul. O fenômeno é só um dos encantos de São Petersburgo que vão fazer valer a pena se programar desde já para as férias de verão do ano que vem. A final de contas, acredita-se que até lá o surto da Covid-19 já terá passado, as fronteiras estarão reabertas em todo o mundo e motivos para viajar não faltarão, a começar pelo econômico.

O turismo no Leste da Europa é dos mais baratos do mundo. Na Rússia aceita-se Euro, Libra e Dólar, mas a moeda circulante no país é o Rublo. Por exemplo, 1 Euro vale 77 rublos, 1 Libra (86 rublos) e 1 Dólar (69 rublos). Se preferir comprar Rublo no Brasil, a cotação nesta segunda-feira, 22, era de 13 rublos por 1 Real.

Estive na Rússia durante a Copa do Mundo de 2018 e posso assegurar que se trata de um daqueles lugares para onde viajamos e voltamos com experiências marcantes, muito mais do que só lembranças. Esta semana fez dois anos que o Brasil jogou em São Petersburgo, contra a Costa Rica, dia 22 de junho daquele ano, sexta-feira, com vitória brasileira por 2 a 0, gols de Coutinho e Neymar.

Mais do que a vitória do Brasil na bela Arena Zenit, o que mais me chamou a atenção na antiga capital russa (1713 a 1918) foi o fenômeno Noites Brancas. Na volta do jogo saí do estádio por volta de 21h e ainda era dia, então passei a “noite” de sexta-feira para sábado observando aquele acontecimento.

Cheguei ao hotel já com noite, quando passava de 22h, mas logo em seguida, ainda nem era meia-noite e o dia começou a amanhecer. Da janela do meu quarto resolvi fazer uma espécie de passo a passo da passagem do que deveria ser noite para o dia, e às 3h40 da manhã o sol já estava bem quente, e como não conseguia dormir fui comprar água e iogurte em um hipermercado 24h próximo ao hotel.

Sem conseguir dormir acabei indo no meio da madrugada a um hipermercado 24h, próximo ao hotel, já com a claridade do dia (Foto: Arquivo pessoal)
Sem conseguir dormir acabei indo no meio da madrugada a um hipermercado 24h, próximo ao hotel, já com a claridade do dia (Foto: Arquivo pessoal)

Se você for do tipo que faz toda a sua programação de turista ao longo do dia e se recolhe no hotel à noite, saiba que no verão russo de São Petersburgo nem irá perceber a diferença, porque nunca será noite de verdade, e a cidade oferece uma grande diversidade de atrações “noite” e madrugada a dentro.

São espetáculos de música e dança, como o "Stars of the White Nights Festival", inspirado nas Noites Brancas, que ocorre no Teatro Mariinsky, bares e restaurantes fervilhando, teatros com óperas, shows musicais, e os passeios no calçadão do rio Neva, onde a Ponte Dvortsoviy, conhecida como Ponte do Palácio, que abre caminho para o tráfego de navios, sempre às 2h da manhã, parece ser uma atração imperdível. Na Copa do Mundo atraia multidões.

Sob o sol da noite, com a experiência de caminhar sem pressa e sem medo pelas ruas de uma cidade grande, você irá se sentir nas páginas do livro “Noites Brancas”, do escritor russo Fiódor Dostoiévski, e poderá descobrir porque São Petersburgo é considerada o coração artístico e cultural da Rússia. No romance de Dostoiévski, publicado em 1848, os dois personagens centrais da história se conhecem exatamente na ponte do rio Neva em um dia de verão sem noite.

Veja abaixo outras 9 opções para você curtir São Petersburgo:

1. Teatro Mariinsky: Inaugurado em 1860, é outra atração imperdível em São Petersburgo. É palco de performances de ópera e balé e vale a pena visitar e apreciar a arte russa.

2. Museu Hermitage: É o principal museu do país e um dos mais importantes do mundo. Está localizado em uma série de edifícios históricos que incluem o famoso Palácio de Inverno, que já foi a residência oficial dos Czares.

3. Igreja do Salvador do Sangue Derramado: Um dos pontos de interesse por sua arquitetura particular e sua importância histórica é esta igreja. Lá foi registrado o assassinato do czar Alexandre II. É um dos edifícios emblemáticos da cidade.

4. Catedral de Santo Isaac: Uma das muitas maravilhas arquitetônicas da cidade é a Catedral de Santo Isaac, a quarta maior do mundo. Como a Igreja do Salvador, hoje esta basílica também é um museu. Lá é possível desfrutar da melhor vista de São Petersburgo.

5. Palácio e Jardins de Peterhof: Conhecido como o Palácio de Versailles Russo. Declarado Património Universal pela UNESCO, fica a uma hora do centro da cidade. Com suas 150 fontes de água é uma parada obrigatória.

6. Fortaleza de Pedro e Paulo: É o lugar exato onde a cidade foi fundada em 1703. O forte foi prisão, igreja e hoje é um museu. Lá está enterrado grande parte da família real russa Romanov.

7. Canais: São Petersbsurgo é chamada de Veneza do Norte. Vale a pena fazer um tour pelos canais. São mais de 800 pontes e 300 km de canais artificiais, o passeio de barco é uma ótima maneira de conhecer a cidade. O passeio pode ser feito em uma hora.

8. Avenida Nevsky Prospekt: Com mais de 4 km de extensão é a via principal da cidade. Repleta de bares, restaurantes, cafeterias e lojas, é uma boa maneira de mergulhar na atmosfera local.

9. Kronstadt: É uma pequena ilha onde está localizada a Catedral Naval de San Nicolás. Além de ser considerada Patrimônio Universal da UNESCO, a ilha é uma atração interessante para se visitar em São Petersburgo.

Anoiteceu pouco depois de 22h e ainda nem era meia-noite e o dia começou a clarear, um espetáculo inesquecível (Foto: Arquivo pessoal)
Anoiteceu pouco depois de 22h e ainda nem era meia-noite e o dia começou a clarear, um espetáculo inesquecível (Foto: Arquivo pessoal)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário