A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

04/09/2016 12:57

Um lugar para ser feliz

Por Gabriel Bocorny (*)

O lugar que faz você feliz é onde seu coração está. Seu coração está aonde? No Brasil? Em Portugal? Pode estar em muitos lugares ao mesmo tempo. É muito comum confundirmos amor com desejo. Note que, para inúmeras pessoas, a única forma de se realizar é fugir do local onde se vive. Por quê? O que há de tão ruim lá? O desejo nos move. O amor... bem, o amor define onde devemos viver.

Felicidade constitui o objetivo de cada ser humano. Cada um busca a sua dentro de critérios da própria personalidade. Há festeiros de plantão que não vivem sem uma noitada boêmia. Há outros que preferem o conforto do lar. O local onde você está afere demais à arte de ser feliz. Mas não deveria. São apenas lugares no tempo e no espaço. Estão aqui hoje, estarão aqui daqui a milhares de anos.

Mas se o local não é importante, porque as pessoas estão sempre migrando? Acreditam, piamente, que há terras mais prósperas. Normalmente, questões ambientais insurgem diretamente. Qualidade de vida é a principal delas. Viver num espaço no qual a liberdade é plena ou em outro onde os indivíduos são acanhados por altos impostos, colapsos ambientais e medo constante?

O lugar não define a felicidade, pois ele pode estar indisponível. Você define a felicidade. Talvez apostar menos nas constantes e mais nas variáveis seja um caminho pacífico para ser feliz. Note que as pessoas não são perenes. Elas estão aqui com prazo determinado. E são elas que podem contribuir com conselhos, ensinamentos e apoio. O lugar não faz isso por você. Ele lhe vê crescer e morrer. Faz isso com milhões de outros indivíduos igualmente.

Desvincule a felicidade do lugar onde você está. Viva o agora, o momento, e de preferência junto aos indivíduos que ama. Esteja ciente de que sua vida é única. Um local não pode se tornar protagonista de viver. Viver faz o protagonismo. Nada do que se vive é banal, tudo vira memória no tempo. Assim se consolidam as gerações. A bem da verdade, só existe um lugar para a humanidade: o lugar onde estamos. Mais nenhum.

(*) Gabriel Bocorny Guidotti é jornalista e escritor

 

A bolha da saúde brasileira está prestes a explodir
A crise econômica e o crescente índice de desemprego da população brasileira refletiram diretamente no setor da saúde. Recente estudo revelou que mai...
Marchinhas do coração
Sei que existem as marchinhas preferidas do coração. São as do passado ou do presente, mas não é delas que quero falar, e, sim, do sofrido coração br...
Reforma da Previdência: aprofundando o deserto na vida dos trabalhadores
O cinema enquanto “sétima arte” muitas vezes busca retratar realidades cotidianas na telona. Não foi diferente o filme “Eu, Daniel Blake”, ganhador d...
O dilema das prisões brasileiras
No último mês de janeiro assistimos, estarrecidos, às rebeliões nos presídios de Manaus, Boa Vista e Natal. As cenas de corpos sem cabeças chocaram a...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions