A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

09/11/2014 09:00

Classe C: parcelamentos tornam possível o sonho de uma viagem internacional

Por Henrique Mol (*)

A máxima de que viajar para o exterior é artigo de luxo já se tornou ultrapassada. A nova classe média, a classe C, tem, cada vez mais, aumentado o consumo de viagens internacionais, favorecida pelo acesso ao crédito, aumento exponencial da renda nacional nos últimos anos, queda dos preços das passagens aéreas e aperfeiçoamento dos programas de milhagens. Essa parcela da população, que compõe um montante de 108 milhões de pessoas no Brasil, gastou mais de R$ 1,17 trilhão em 2013 e movimentou 58% do crédito no país. Diante desse cenário, o mercado de turismo está atento às novas oportunidades, cujo desafio é transformar esses deslocamentos na ampliação de consumo de serviços de turismo.

Na cartilha de destinos preferidos por essa classe, Argentina e Santiago despontam como os principais. A América Latina, nosso quintal, é de fácil acesso, tem passagens mais acessíveis (muitas vezes mais baratas que viajar internamente), e a comunicação é facilitada pelo portunhol. Além disso, o câmbio favorável em relação aos vizinhos latino-americanos permite aos brasileiros bancarem uma fama internacional: a de gastadores invictos!

No entanto, com o aumento do IOF (Impostos sobre Operações Financeiras) de 2.38% para 6,38% sobre as operações realizadas com cartões de crédito internacionais, os gastos ficaram mais delicados. Uma solução providencial tem sido os cartões pré-pagos em moedas estrangeiras, os quais possuem um IOF expressivamente mais baixo, além de não cobrar tarifas bancárias e juros associados ao saque em espécie no cartão de crédito.

Outra prerrogativa ao gasto consciente do consumidor da nova classe média, cuja renda per capita varia entre R$ 320 a R$ 1.120 (nos termos estabelecidos pela Serasa Experian), a fim de que não se comprometa um montante pesado ao seu bolso, é a facilidade na forma de pagamento. É mais especificamente nesse quesito que as agências de turismo tem investido pesado. A fórmula dos pacotes mais populares entre esse público é o de poucos dias de viagem, com preços menores e flexibilidade de pagamento. Um perfil que identifica a agência Encontre Sua Viagem.

Há mais de 10 anos no mercado, a marca Encontre Sua Viagem, associada à empresa Shopturismo, garante o menor preço do mercado e oferece parcelamentos que chegam a 24 vezes. Além disso, tem iniciado expansão através da modalidade de quiosque, focando pontos comerciais que atendam às classes B, C e D.

O engajamento da classe C na busca por experiências culturais tem se revelado também no seu maior conhecimento e preocupação financeira. Isso soa, também, a um maior comprometimento dos estudantes nas viagens internacionais, cujos intercâmbios estudantis aumentaram 683,6%, de 2003 a 2014. A perspectiva tem um quê de oportunidades não só para o turismo como para a economia nacional, como um todo.

(*) Henrique Mol é especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem, franquia de turismo.

Às vezes, temos de magoar alguém para salvar a nós mesmos
Poderemos ter que romper com um parceiro que ainda nos ame, que dizer não a alguém muito querido, que ser antipáticos, pois sempre haverá a necessida...
Por que participar do Comitê dos Usuários de Serviços de Telecomunicação
Desde a polêmica das franquias de dados na Internet fixa, a Agência Nacional de Telecomunicações vive uma crise de imagem e de legitimidade. Na época...
A Guerra de 100 anos: poupadores vs bancos
Há 680 anos, a Europa ocidental testemunhava o início de uma de suas mais longas guerras. A versão mais conhecida entre historiadores é de que o conj...
As deformações sobre o conteúdo (ataques e defesas) da reforma trabalhista
Recentemente li uma matéria no Jornal Valor Econômico, de 11 de setembro de 2017, que me deixou muito intrigado. Na verdade, perplexo. Com argumentaç...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions